Traficante número 1 da quadrilha de Beira-Mar é morto no Rio

Marcelinho Niterói morreu em confronto com policiais na favela Parque União, que foi transformada em base do grupo

iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
Marcelinho Niterói quando foi preso no Paraguai em 2006
Apontado como número 1 da quadrilha de Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, o traficante Marcelo da Silva Leandro, o Marcelinho Niterói, foi morto em um confronto com PMs do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e policiais civis e federais na favela Parque União, no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira (1º).

Leia também : Agora ocupado pelo Bope, Complexo da Maré vira QG da quadrilha de Beira-Mar no Rio

Conforme o iG revelou no último sábado, Marcelinho Niterói havia transformado a Parque União em um entreposto de armas e drogas para o bando de Beira-Mar, que está preso na penitenciária federal de Mossoró (RN).

Na noite de hoje, uma operação conjunta da PF (Polícia Federal), Bope e Core (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil), que contou com o auxílio de helicópteros, foi desencadeada na favela para prender Niterói.

Houve troca de tiros na rua Ari Leão. Niterói foi ferido e levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte, mas segundo o Bope, não resistiu aos ferimentos.

Marcelinho estava com uma pistola Glock e drogas cuja quantidade ainda não foi contabilizada.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG