Servidor público conta que viu prédio desabar em segundos

"O prédio afundou como se fosse de papel. Eu estava passando na rua, no momento exato! Foi impressionante. Primeiro ele se deslocou do lado direito, foi um estalo estranho. Depois caiu em pé, como um baralho de cartas", relatou ao  iG o servidor público, Aluízio Pereira, de 57 anos.

Segundo Pereira, a sua primeira reação foi correr para tentar ajudar a restar socorro, mas a imensa nuvem de poeira impedia a visão. Mesmo assim, ele tirou a camiseta, amarrou no rosto e tentou encontrar possíveis vítimas. Só não morri porque, por sorte, estava do outro lado da rua”, contou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.