Delegada é detida em Lei Seca após agredir PM na Barra da Tijuca

Daniele Ribeiro se recusou a fazer o exame de bafômetro, arranhou policial e tinha sinais de embriaguez

iG Rio de Janeiro |

Agência O Globo
A delegada Daniela Rebelo foi detida pela Lei Seca
A delegada Daniele Rebelo, da 19ª DP (Tijuca), foi detida após agredir um policial militar, recusar-se a fazer o exame do bafômetro e mostrar os documentos do carro em uma blitz da Operação Lei Seca, na Barra da Tijuca. De acordo com a polícia, ela tinha sinais de embriaguez.

O episódio aconteceu na madrugada deste domingo, às 2h30, na Avenida Lúcio Costa.

Ao ver o aparato da operação de repressão à bebida ao volante, a delegada parou seu veículo abruptamente. Quando foi abordada, mostrou sua carteira policial e tentou ser dispensada de fazer o teste. Ao ser informada de que teria de passar pelo exame, ela se irritou e arranhou o pescoço do tenente Giuseppe Carnevale.

Após a agressão, ela foi detida e conduzida para a 16ª DP (Barra da Tijuca), onde foi aberto inquérito sobre o caso.

De acordo com a Lei Seca, a carteira de habilitação de Daniele está vencida e o veículo que ela dirigia, Kia Sportage, estava sem licenciamento.

A mesma delegada se envolveu em outro episódio polêmico, com a atriz Cristina Mortágua. Ela levou um chute e teve um brinco arrancado pela atriz, quando Daniele interveio em uma briga dela com o filho Alexandre na delegacia.

    Leia tudo sobre: delegadaLei SecablitzDaniele Rebelo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG