Berlinda com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré foi conduzida por mais de 7 mil "promesseiros" por 3,6 km

O Círio de Nazaré reuniu neste domingo número recorde de fiéis. O dado é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA). A maior romaria levou às ruas cerca de 2,1 milhões de  devotos acompanhando a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré por 3,6 km. O grande diferencial do evento neste ano seria a intensa participação do público jovem.

Conheça a nova home do Último Segundo
Acidente: Barco naufraga durante Círio Fluvial e deixa mortos em Macapá

Para conduzir a berlinda que leva a imagem da Catedral da capital do Pará até a Basílica Santuário de Nazaré, foram 7.200 "promesseiros". Eles ficam distribuídos em cinco estruturas de ferro atreladas à corda que puxa a Virgem durante o trajeto. "É muito sacrificante, mas é ainda mais gratificante. Venho na corda há mais de dez anos. A gente sente o amor de Deus, o amor de Maria, é uma honra levar a Mãe na procissão, não tenho palavras para descrever", afirma Rubens Santos, "promesseiro" da corda.

As homenagens à santa de Nazaré ocorrem por todo o percurso. Fogos e apresentações musicais emocionaram quem acompanhou a romaria. Muitos romeiros percorreram descalços o caminho, outros de joelhos e milhares carregaram objetos que simbolizavam bênçãos alcançadas. "Sou de Santarém (PA) e é a primeira vez que acompanho a procissão inteira, vim descalça assim como faço no Círio de Nossa Senhora da Conceição, na minha cidade. É maravilhoso estar aqui, me sinto privilegiada", afirma Raimunda Silva, devota de 64 anos.

Por volta das 10 horas, a berlinda já havia percorrido mais da metade do trajeto. Os momentos mais difíceis para os romeiros são as curvas das avenidas, onde a multidão se aperta para que a imagem continue caminhando. Após a grande procissão, a imagem da Virgem fica exposta no altar da Praça Santuário para a visitação dos devotos por 15 dias.

De acordo com as pesquisas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) do Pará, o número de turistas na capital paraense durante o período do Círio chegou a 80 mil, a maioria deles brasileiros. Desde a sexta-feira, 11, a programação da festividade se intensificou com as romarias. "Vir e participar de tantos momentos no Círio é a cada ano mais emocionante. Fico feliz de conseguir vir a Belém nessa época", declara a devota paraense Rebeca Nunes, que mora São Paulo.

*com AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.