Confusão aconteceu em delegacia de Divinópolis, quando era registrado um boletim de ocorrência

selo

Um policial militar de 27 anos teve parte da orelha arrancada por um advogado em fúria, dentro de uma delegacia no Centro de Divinópolis (MG) na noite de sexta-feira. 

Segundo a Polícia Militar, por volta das 19h30, duas equipes registravam um boletim de ocorrência quando o advogado se aproximou de dois policiais militares e começou e proferir palavras grosseiras, desacatando os policiais.

Outro caso:
Segurança de trem morde orelha de passageiro no Rio

Ele se identificou como sendo J.C.T., de 60 anos, se dirigindo aos presos para não falarem nada para o delegado de Polícia, e sim somente em juízo. Os policiais tentaram prender o suposto advogado, que ofereceu resistência, sendo necessário o uso de força física por parte dos policiais militares para contê-lo. 

O senhor acabou sendo algemado, momento em que mordeu e arrancou parte da orelha esquerda do soldado, que foi encaminhado para atendimento médico. Ele foi dispensado de suas atividades operacionais e passa bem. 

O advogado foi preso e autuado pelo Delegado de Polícia Civil em flagrante delito. O autor negou o pagamento da fiança e negou ser medicado. Não há informação sobre o motivo do ataque do advogado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.