"É um desastre de proporção bíblica", diz prefeito de Ouro Preto

Morros da cidade estão desabando. Nesta terça, um taxista morreu quando rodoviária foi soterrada

Denise Motta, iG Minas Gerais |

"Foi um desastre de proporção bíblica." Foi desta forma que o prefeito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo (PMDB), definiu o desmoronamento de uma montanha de 90 metros sobre a rodoviária da cidade, na madrugada desta terça-feira. Por telefone, ele conversou com a reportagem do iG sobre a destruição causada pelas tempestades.

Hoje: Taxista é soterrado em deslizamento em Ouro Preto

Janeiro de 2011: Enchentes e deslizamentos deixam 70 mil brasileiros sem casa

A história se repete: Situação não está sob controle, disse Defesa Civil de Minas em 2011

Problema com data marcada: "Eles serão menores, mas nós teremos prejuízo"

De acordo com balanço do Corpo de Bombeiros, um taxista morreu soterrado enquanto dormia em seu carro, estacionado próximo à rodoviária. “Eu conversei com o governador Antonio Anastasia (PSDB) e disse a ele que se tratou de um desastre de proporção bíblica. Foi um grande acidente. Uma montanha de 90 metros que se desmanchou jogando sobre parte da rodoviária e da rua cerca de 30 mil metros cúbicos de terra”, contou o prefeito.

AE
Carro soterrado em Ouro Preto, nesta terça-feira (4 de janeiro), após fortes chuvas que atingem a região
Para evitar mais mortes na cidade, Oswaldo retirou cerca de 50 famílias de áreas de risco. Elas estão alojadas em uma escola municipal. De acordo com o prefeito, o terreno da cidade é praticamente todo formado por áreas com risco de desabamento, com grandes morros ocupados. Por isso, a orientação é tirar todas as pessoas das áreas mais críticas.

Chuvas em MG:  Tempestades em Minas matam duas pessoas nesta segunda

Previsão do tempo: Chuva em BH deve continuar nos próximos dias

Oswaldo declarou situação de emergência desde o dia 30 de dezembro e, com isso, conseguirá verbas para recuperação dos estragos, ainda em fase de levantamento. Ele comparou a cidade histórica à italiana Veneza, por se tratar de um patrimônio histórico da humanidade com complicações geográficas.

Desde 1980, Ouro Preto é considerada patrimônio histórico da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O mesmo título foi concedido anteriormente a Veneza.

AE
Corpo do taxista foi encontrado nesta manhã em Ouro Preto. Parte da rodoviária foi destruída
“O governador se comprometeu a desenvolver um programa de combate a este tipo de escorregamento. Foi um fato completamente inesperado”, disse o prefeito de Ouro Preto. Para ter acesso à cidade histórica, é preciso passar pela cidade de Mariana, pois a rodovia dos Inconfidentes (BR-356) acabou interditada por problemas decorrentes das chuvas. A Polícia Rodoviária trabalha na limpeza e desobstrução da via.

    Leia tudo sobre: ouro pretochuvasminas geraisenchentesdesabamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG