Número confirmado sobe para 13. Todos os casos aconteceram em uma mesma escola agrícola na cidade de Pedra Branca

Subiu para 13 o número de pessoas infectadas pela gripe A (vírus H1N1) no município de Pedra Branca, a 258 quilômetros de Fortaleza. A Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) confirmou na tarde desta segunda-feira (28/11) dois novos casos da doença. No final de semana, 11 estudantes de uma mesma escola agrícola haviam sido diagnosticados com o vírus.

Pedra Branca fica a 258 quilômetros de Fortaleza
Reprodução/Google Maps
Pedra Branca fica a 258 quilômetros de Fortaleza
Saiba mais: O que é a influenza H1N1 (gripe suína), seus sintomas e o tratamento

Entenda o caso: Cidade do Ceará registra 11 casos de gripe suína

Segundo a Sesa, além dos 13 casos confirmados, três estão sob análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Também há 286 notificações de pacientes com suspeita de terem contraído o vírus.

Na semana passada, o Hospital Municipal de Pedra Branca atendeu 51 estudantes e um professor da Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Antônio Rodrigues de Oliveira e mais 20 pessoas que tiveram contato com os alunos. Até agora, todas as pessoas contaminadas pelo vírus da gripe A são estudantes da instituição de ensino.

A Sesa suspeita que o vírus foi levado do Estado de São Paulo para Pedra Branca. Segundo nota técnica emitida pela secretaria, o contato pode ter acontecido em Ribeirão Preto, onde cinco casos graves da doença foram confirmados este ano. Pedra Branca “possui um razoável contingente de migrantes que passam a maior parte do ano no trabalho de corte de cana nas cidades de Leme, Pontal, Aguaí, Santa Cruz das Palmeiras e Ribeirão Preto e retornam para sua cidade natal a partir do mês de novembro”.

Como Pedra Branca não possui UTI hospitalar, a secretaria enviou uma UTI móvel com equipe de profissionais para dar suporte, caso a forma grave da doença ocorra na cidade. O governo do Ceará também iniciou uma campanha com cartazes e folhetos para serema fixados e distribuídos em escolas e comércio orientando a população sobre como evitar a gripe A.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.