Tamanho do texto

Passageira gravou um homem se masturbando ao seu lado durante um voo de Belo Horizonte para São Paulo; nas redes sociais, Vitória Antunes denunciou rapaz não identificado e a conduta da companhia aérea

 Vitória Antunes expôs ocorrido em voo da Avianca em suas redes socias; ela relata aguardar contato da companhia aérea
Reprodução/Facebook
Vitória Antunes expôs ocorrido em voo da Avianca em suas redes socias; ela relata aguardar contato da companhia aérea

Uma passageira gravou um homem se masturbando ao seu lado durante um voo pela companhia aérea Avianca na manhã do último domingo (11). Ambos estavam em um avião que partia do Aeroporto Tancredo Neves, em Belo Horizonte, para o Aeroporto de Cumbica, em São Paulo, quando o homem realizou o ato libidinoso.

Leia também: Indiano é preso após ficar pelado, se masturbar e assediar aeromoça durante voo

Após ter passado pelo constrangimento e por não ter recebido a assistência esperada, a cabeleireira Vitória Antunes usou o seu perfil pessoal do Facebook para denunciar a situação. Por meio de uma sequência de vídeos, incluindo um em que o homem aparece se masturbando por cima da roupa, a mineira explicou o que havia acontecido no voo e como foi o tratamento que recebeu da companhia aérea. A publicação foi denunciada como imprópria, sendo republicada por ela sem o vídeo que comprova a ação.

Repercussão nas redes sociais

Por meio do Facebook e de sua conta do Instagram, Vitória informou que a tripulação não se preocupou em conter o rapaz, e nem a tirá-lo de perto dela, e teriam justificado dizendo que “todos já iriam desembarcar”. Segundo a vítima do assédio, ela aguarda o contato da empresa para que possam resolver a situação.

“Não entraram em contato comigo até agora, mas estão empenhadíssimos em tirar minhas publicações do ar e enviar notas pra todo mundo que fez reportagem sobre o que rolou... 3hrs que eu postei mais de 400 compartilhamentos, e a Avianca já conseguiu derrubar a publicação”, escreveu.

Leia também: Mulher é expulsa de voo por comentar sobre cólicas menstruais com namorado

Nos comentários do post mais recente, internautas entraram em um debate por alguns terem sugerido que o “rapaz estava somente se coçando”. Indignada, uma usuária da rede social rebateu, relacionando a ação com a censura que excluíra o vídeo inicial.

“Se ele estava se coçando, e não se masturbando, por que o vídeo foi removido como impróprio? Como é triste homens e mulheres defendendo esse absurdo. Só reforça mais ainda que é preciso MESMO fazer escândalo! Se nem com vídeo as pessoas acreditam, imagina só quem denuncia ‘ sem provas'?”, expôs. Também na publicação, que atualmente está com 2 mil compartilhamentos, os consumidores cobraram um posicionamento por parte da empresa.

Leia também: No Dia da Mulher, homem joga ácido na esposa porque queria um filho menino

Posicionamento da empresa

Em noto oficial enviada ao iG , a  Avianca Brasil “esclarece que, em relação a ocorrência no voo 6145 CNF-GRU, está investigand o internamente o ocorrido e tomará as medidas cabíveis. A companhia reforça que repudia veementemente todo tipo de comportamento inadequado de qualquer indivíduo que voe com a empresa”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.