Na última semana, o promotor de Justiça Felipe Zilberman denunciou o responsável por tentativa de homicídio duplamente qualificado; entenda

Incidente aconteceu segundos antes do trem chegar ao local e a queda da vítima foi registrada pelo Metrô
Reprodução/Facebook
Incidente aconteceu segundos antes do trem chegar ao local e a queda da vítima foi registrada pelo Metrô


O homem responsável por empurrar uma mulher nos trilhos do metrô de São Paulo, no dia 9 de janeiro, foi denunciado pelo promotor de Justiça Felipe Zilberman por tentativa de homicídio duplamente qualificado. De acordo com a nota do Ministério Público do Estado de São Paulo, a denúncia foi oferecida na última semana e a Promotoria também pediu a instauração de incidente de insanidade mental.

Leia também: De investigação em SP a julgamento no TRF-4: entenda o caminho do caso tríplex

O caso aconteceu na primeira semana de janeiro, quando o acusado Sebastião José da Silva empurrou Jussara Araújo de Souza nos trilhos da estação Conceição, da linha 1 - Azul do M etrô de São Paulo. Apesar da queda, a vítima não teve contato com peças energizadas com alta tensão e não sofreu ferimentos graves, tendo apenas um braço quebrado.

"[A vítima não] sofreu ferimentos fatais eis que caiu no vão sob o abrigo do estreito espaço formado entre os trilhos e a passagem da composição. O resgate e o eficaz socorro médico foram providenciados por terceiros. Por estas razões, alheias à vontade do agente, o crime não se consumou", aponta o promotor.

A denúncia de tentativa de  homicídio duplamente qualificado se baseia no "emprego de meio cruel e de recurso que dificultou a defesa da vítima", conforme explicou o MP-SP. A instauração de incidente de insanidade mental foi pedida caso exista a possibilidade do acusado não poder ser responsabilizado pelo ato ilícito.

Relembre o caso

O incidente, que aconteceu na zona Sul da capital,  foi gravado pelas câmeras do circuito interno da estação e divulgada nas redes sociais, onde repercutiu durante alguns dias.


Entre internautas que se espantaram com a agressividade do homem que empurrou a vítima, estão também outras pessoas que se chocaram com a reação dos demais passageiros ao incidente. 

Nas imagens, é possível perceber que poucos passageiros notaram o incidente. Houve quem corresse para entrar no trem logo após a agressão, sem mesmo perceber que uma pessoa havia sido empurada.

Leia também: Zoológico e Jardim Botânico fecham após morte de macaco por febre amarela em SP

Um dos passageiros do metrô, que estava falando ao telefone no momento em que o trem chegou, aparece colocando as mãos na cabeça, aparentemente percebendo o ocorrido, mas não soube reagir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.