Para garantir o bom funcionamento de todos os aeroportos, o governo anunciou que será implantada uma operação especial que pretende manter o índice de atrasos e decolagens abaixo de 15% em todo o País; entenda

Aeroportos brasileiros estão se preparando para receber lotação entre o Natal, Ano Novo, férias escolares e Carnaval
Thomaz Silva/Agência Brasil
Aeroportos brasileiros estão se preparando para receber lotação entre o Natal, Ano Novo, férias escolares e Carnaval

A partir deste sábado (23) os aeroportos brasileiros deverão registrar uma maior concentração de passageiros por conta das festividades de final de ano. De acordo com a empresa responsável pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o mais movimentado do país, a expectativa é que, para o Natal, sejam recebidos entre 22 e 26 de dezembro mais de 584 mil passageiros. O que configura um aumento de 11% em relação ao mesmo período de 2016.

Leia também: Funcionário de aeroporto faz 'dancinha' para orientar piloto e viraliza; assista

No período do Ano Novo, entre 29 de dezembro e 2 de janeiro de 2018, os aeroportos devem registrar uma alta maior ainda. Em São Paulo, o movimento deve chegar em 593 mil passageiros. O volume é 14% maior que o registrado em 2016 nos mesmos dias.

"Muitas ações durante o ano impulsionaram a alta na movimentação para o final de 2017. O GRU Airport anunciou novas rotas e, agora em dezembro, trabalha com mais uma operação para Roma, um segundo voo da Aeroméxico, além dos habituais reforços de alta temporada para os destinos de turismo dentro do Brasil – em especial, para o Nordeste", justificou o presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo.

Rio de Janeiro

Já no Rio de Janeir o, a concessionária que administra o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro- Galeão – Antônio Carlos Jobim, informou na quinta-feira (21) que 955,5 mil passageiros devem circular pelo terminal no período de festas de fim de ano, que vai até 2 de janeiro. Isso representa aumento de 2% em comparação com igual período do ano passado. São esperados 5,2 mil movimentos de chegada e partida de aeronaves.

Para a alta temporada, que engloba o início do verão, que já está valendo e deve se estender até depois do Carnaval, haverá uma expansão de assentos ofertados que atingirá 5% dos passageiros, cerca de 500 mil pessoas a mais, com movimentação em torno de 9 milhões de viajantes, de acordo com estimativa da concessionária RIOgaleão.

Brasília

A Inframerica, administradora do Aeroporto Internacional de Brasília , terceiro mais movimentado do país, também prevê terminal cheio nesse período. A administradora estima, para os dias 22, 23, 29 e 30 de dezembro, um fluxo diário de 60 mil passageiros, um acréscimo de mais 10% em relação à movimentação normal na capital federal. As regiões mais procuradas são Nordeste e Sudeste do país. Durante todo o mês de dezembro, estão previstos 204 voos extras e um total de 11.159 pousos e decolagens no Aeroporto de Brasília.

Leia também: Temer promete 'Natal farto' e diz que reforma trabalhista 'amplia horizontes'

Operação Fim de Ano

Desde o dia 15 de dezembro 15 aeroportos do País estão trabalhando em regime especial. Serão 67 dias de reforço nos serviços para atender à alta demanda do período, em um procedimento padrão acordado e alinhado anualmente entre setor público e iniciativa privada, conhecido como Operação Fim de Ano . Desta vez, a operação também englobará o período do Carnaval , de 9 a 14 de fevereiro.

O regime especial de funcionamento tem a meta operacional de manter o índice médio de atrasos e de decolagens abaixo de 15%. A expectativa é de que, até o dia 19 de fevereiro, cerca de 35,58 milhões de passageiros movimentem os 15 terminais em viagens de Natal, Ano Novo, férias escolares e Carnaval. Juntos, esses aeroportos devem registrar cerca de 279,6 mil pousos e decolagens, e representar 80% do total do fluxo de viajantes no Brasil.

São eles: Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT). Ao todo, 11,8 mil profissionais estarão envolvidos no esquema especial dos 15 terminais.

Além disso, os órgãos públicos alocarão cerca de 1.705 servidores nas funções de alfândega, fiscalização e barreiras sanitárias nos aeroportos envolvidos. A operação inclui o desenvolvimento de ações coordenadas entre aeroportos em caso de nível crítico de condições meteorológicas adversas (suspensão temporária de operações).

Conforto e segurança

De acordo com Dario Rais Lopes, secretário Nacional de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, haverá atenção redobrada, para garantir a fluidez do serviço e, ao passageiro, nível máximo de conforto, segurança e todos os demais direitos a ele reservados.

Lopes sugere que os passageiros cheguem ao aeroporto para o embarque com antecedência de 1 hora e 30 minutos para voos domésticos e 2 horas e 30 minutos para voos internacionais. Lembrando que o check-in pode ser feito pela internet, para facilitar o embarque.

O secretário também aponta que, após a vigência da Resolução nº 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sobre as bagagens, é preciso ficar atento ao padrão estabelecido pelas companhias aéreas em relação ao tamanho da bagagem de mão e ao limite de até 10 kg por passageiro.

Para obter mais informações sobre malas, direitos do passageiro, check-in, passageiros com necessidades especiais, inspeção de segurança, transporte de animais, entre outros temas, acesse o Novo Guia do Passageiro .

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.