Dilma visita região afetada pela chuva no Espírito Santo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência em 45 municípios; número de mortos subiu para 14

Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma Rousseff sobrevoa áreas atingidas pela chuva no Espírito Santo

A presidente Dilma Rousseff chegou a Vitória (ES) às 9h50 e fez um voo de helicóptero na região metropolitana da cidade para verificar os problemas provocados pelas enchentes no Espírito Santo. De acordo com o último boletim do governo, já chega a 14 o número de mortes no Estado em consequência das chuvas. 

Conheça a home do Último Segundo

Até o momento, uma pessoa morreu em Nova Venécia, duas em Colatina, duas em Baixo Guandu, uma em Domingos Martins e oito em Itaguaçu. Além disso, ao menos 45 ficaram feridas e a Defesa Civil decretou nesta terça (24) situação de emergência em 45 municípios. De acordo com o último levantamento, o total de pessoas que tiveram de abandonar suas casas chegou a 46.189.

No voo, a presidente estava acompanhada de autoridades, entre elas o ministro da Defesa, Celso Amorim, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e o secretário nacional de Defesa Civil, Adriano Pereira.

Chuva ainda causa estragos e alagamentos em Serra (ES) nesta terça-feira (24/12). Foto: Flávio GSouza/Futura PressDilma Rousseff sobrevoa áreas atingidas pela chuva no Espírito Santo (24/12). Foto: Roberto Stuckert Filho/PR Chuva causou estragos e alagamentos na rodovia ES-010, na cidade de Serra (23/12). Foto: Alex Gouvêa/Futura PressAlagamentos no bairro Jacaraípe, em Serra (ES. Defesa Civil oferece apoio aos atingidos (23/12). Foto: Alex Gouvêa/Futura PressSegundo a Defesa Civil, uma pessoa morreu no domingo, no município de Itaguaçu (22/12). Foto: Defesa Civil/ESEstado do Espírito Santo foi atingido por forte chuvas no final de semana; mais de 40 mil deixaram suas casas (21/12). Foto: Defesa Civil/ES

Logo depois do voo em helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), Dilma se reuniu com prefeitos das cidades afetadas pelas enchentes, entre elas Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana.

De acordo com a assessoria da presidente, o Exército deverá, em dois dias, iniciar a construção de pontes móveis na cidade de Santa Leopoldina, inundada pelas fortes chuvas.

Representantes da Defesa Civil  mantêm o alerta para o alto risco de inundação e deslizamento de terra na região serrana e a possibilidade de alagamentos em algumas localidades. Nos municípios de Linhares e Colatina, o risco é agravado em função do nível do Rio Doce, que já subiu mais de 6 metros.

O governo federal anunciou o envio de 3 mil kits dormitório, de limpeza e de higiene pessoal para o estado. Além disso, o Ministério da Saúde vai enviar dez kits com 30 tipos de medicamentos e 18 insumos para primeiros-socorros. De acordo com o órgão, cada kit é suficiente para atender a 1,5 mil pessoas pelo período de um mês.

Confira: Espírito Santo decreta situação de emergência por causa das chuvas

Cinco patrulhas motorizadas do Exército estão atuando no estado e quatro geólogos foram enviados para ajudar no monitoramento de áreas de risco.

(Com informações da Agência Brasil e Agência Estado)

Leia tudo sobre: Espírito SantomortesDilmachuva

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas