'É absurdamente desumano', diz Dilma sobre boato de fim do Bolsa Família

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente disse que a Polícia Federal está apurando a origem do boato que levou milhares de pessoas a procurar a Caixa no fim de semana para sacar o benefício deste mês

A presidente Dilma Rousseff criticou nesta segunda-feira (20), em Ipojuca (PE), durante cerimônia que marca o início das operações do petroleiro “Zumbi dos Palmares”, o boato envolvendo a suspensão do programa Bolsa Família.

Entenda o caso: Governo desmente suspensão do Bolsa Família
Apuração: PF vai investigar boatos de suspensão do Bolsa Família

Futura Press
Clientes se aglomeram na frente de uma agência da Caixa em Nova Iguaçu, RJ

"É absurdamente desumano o autor desse boato. E é criminoso também", afirmou a presidente. O rumor de que o programa de transferência de renda seria finalizado levou milhares de pessoas a procurar a Caixa para sacar o benefício deste mês. 

No evento em Pernambuco, Dilma reiterou a posição do governo com o programa social. "Deixo claro aqui o compromisso do meu governo com o Bolsa Família. Não abriremos mão do Bolsa Família, como não abriremos mão do nosso compromisso com o conteúdo nacional para a indústria naval", afirmou. 

Maria do Rosário: Ministra culpa oposição por boatos sobre suspensão do Bolsa Família

A presidente também reafirmou a intenção do governo em descobrir a origem do boato. "Colocamos a PF para descobrir quem queria levar intraquilidade aos brasileiros que estão saindo da extrema pobreza. Não acreditem nos boatos!", disse.

Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma Rousseff durante cerimônia alusiva à primeira viagem do navio petroleiro

Desde sábado, as agências da Caixa Econômica Federal foram muito procuradas devido a boatos de que os pagamentos pudessem ser prejudicados. Os locais onde houve a maior procura da população às agências da Caixa foram as capitais do Nordeste, além de Belém, Manaus e no Rio de Janeiro.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, fez no domingo (19) um apelo para que a população siga o calendário do governo para saque do benefício do Programa Bolsa Família e não procure as agências da Caixa Econômica Federal e dos Correios antes da data. Além disso, ela garantiu que o programa, que beneficia 13,8 milhões de famílias ou 50 milhões de cidadãos, não será extinto. Para este ano, o orçamento destinado ao programa chega a R$ 24 bilhões.

Movimento nas agências

A Caixa Econômica Federal informou que o movimento nas agências bancárias e lotéricas credenciadas na instituição já está “sob controle” e que os benefícios concedidos por meio do Programa Bolsa Família estão sendo liberados conforme o calendário normal.

Segundo a assessoria do banco, em algumas agências de diferentes unidades da Federação foi registrado um movimento maior que o habitual ainda durante a manhã de hoje, mas nenhum tumulto. Também de acordo com a assessoria, as pessoas continuam buscando informações sobre o benefício, mas a tendência é que o movimento se normalize à medida que as pessoas souberem que houve um mal-entendido.

*Com informações da Agência Brasil
 

 

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas