Governo erra ao não apresentar proposta para grevistas, diz CUT

O secretário-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, defende uma 'mesa unificada para tratar das questões do trabalhador'

iG São Paulo |

O secretário-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, afirmou ontem que o governo erra ao não apresentar uma proposta salarial aos servidores públicos. "Há um erro no governo de dizer que tem limitação no Orçamento e não dizer qual é. Deveria pegar a proposta do servidor e falar: 'Isso eu não posso atender, mas posso fazer isso aqui'.

Leia mais: Em meio a greve, Dilma diz que visa emprego para quem não é estável

Supremo: Entidades vão ao STF contra decreto que permite substituir servidor

Ele também criticou o modelo de negociação salarial. "Todas as categorias em greve têm o mesmo patrão. Deveria haver uma mesa unificada para tratar das questões do trabalhador, com um contrato coletivo", disse.

Outro dirigente da CUT, Quintino Severo, secretário de Finanças, afirmou que o ex-presidente Lula negociava mais com os trabalhadores e adotou estratégia diferente no combate à crise. "O presidente negociava e buscou estimular o consumo e o mercado interno, de modo a evitar conflito contra ele que prejudicasse os trabalhadores", afirmou. "À medida que o governo (Dilma) atrai tudo que é coisa ruim contra ele, as dificuldades são cada vez maiores."

Severo avaliou que a greve pode aumentar, já que categorias como bancários, petroleiros e setores do funcionalismo federal farão campanha salarial em setembro. "A tendência é ampliar o grau de pressão e tensionamento. Vai rebater no governo." O secretário disse que a CUT cobrou do PT "responsabilidade de ajudar a resolver o impasse", Segundo ele, a conversa surtiu efeito.

Minas Gerais

A presidente Dilma Rousseff enfrentou um forte protesto de servidores públicos na última sexta-feira (10), durante seu discurso de lançamento da ampliação do Programa Brasil Sorridente de saúde bucal. Manifestantes em greve furaram o esquema de segurança da Presidência da República e promoveram pediram a reabertura das negociações com o governo federal

Greve: Protestos de servidores surpeeende discurso de Dilma

"A greve continua. Dilma a culpa é sua" - foi um dos gritos que repetiram os ativistas, de instituições de ensino da região que aderiram à paralisação e também da Universidade Federal Minas Gerais (UFMG). A presidente procurou manter a calma e evitou olhar na direção dos manifestantes, que foram cercados por policiais militares e seguranças da Presidência.

Dilma defendeu, porém, indiretamente, sua política para enfrentar a greve do funcionalismo. "Este é um país que tem de ser feito para a maioria de seus habitantes. Não pode ser feito só para uma parte deles", disse.

Rio de Janeiro

A capital fluminese também foi palco de manifestações na quinta-feira (9), quando cerca de 200 pessoas realizam um protesto na Avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro. Organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Rio de Janeiro (Sintrasef), a manifestação ocorreu por melhores condições salariais e de trabalho .

Leia também: Servidores públicos federais fazem manifestação no centro do Rio 

Operações-padrão

Policiais Federais também realizaram manisfestações durante a semana em várias cidades do país. No Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, o Galeão, localizado na zona norte da cidade, os agentes distribuiram panfletos nos terminais de embarque explicando os motivos da greve na última quarta-feira (8), cuja principal reivindicação é o aumento do salário base de R$ 7 mil para R$ 13 mil.

O Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, também foi palco de uma operação-padrão com o objetivo de mostrar para a população suas demandas e pressionar o governo. A ação não causou atrasos nas partidas, mas as filas geraram críticas dos passageiros que tentavam embarcar.

Guarulhos: Operação-padrão causa filas e críticas de passageiros

Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: greveprotestoservidores públicos federaiscut

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG