Tamanho do texto

A Axa Corporate Services, seguradora responsável pelo pagamento das indenizações às famílias das vítimas do voo 447 da Air France, informou nesta quinta-feira que, das seis famílias que já resgataram cerca e R$ 48 mil de um primeiro adiantamento da indenização, cinco são brasileiras. A sexta é francesa.

As famílias ou pessoas próximas dos 216 passageiros devem receber até o final de semana uma carta da empresa com explicações sobre os procedimentos a serem realizados, tanto por parte da empresa como dos indenizados. A sistemática é diferente para parentes dos 12 membros da tripulação.

Até agora, 266 cartas foram mandadas entre segunda-feira e ontem - algumas famílias podem receber mais de uma carta, no caso de vítimas cujos pais são separados, por exemplo -, mas restam 30 representantes de vítimas do acidente que ainda não puderam ser contatados em decorrência de endereços desencontrados. O valor inicial disponibilizado é de R$ 48.430,00 por passageiro e é destinado a auxiliar as famílias com os custos ligados à morte, como documentação, taxas e deslocamentos.

O valor final mínimo estabelecido pelo Acordo de Montreal, do qual Brasil e França são signatários, é de 109 mil (cerca de R$ 298,8 mil) e não existe máximo. Cada caso será analisado e vamos chegar a um acordo com as famílias, disse ao Estado Patrick de la Morinerie, diretor adjunto da companhia. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.