Rouquidão de Lula por câncer é percebida em vídeo de aniversário

Ex-presidente ficou no Sírio-Libanês por 11 horas; tratamento com quimio e radioterapia começa na segunda e deve durar três meses

iG São Paulo | 29/10/2011 21:57 - Atualizada às 22:21

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

A rouquidão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em decorrência de um câncer na laringe pode ser percebida em vídeo que gravou na quinta-feira, quando completou 66 anos, para agradecer os cumprimentos dos internautas.

Assista ao vídeo:

Neste sábado, o ex-presidente ficou 11 horas no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para realizar exames. O tratamento com quimioterapia e radioterapia contra um tumor de 2 cm a 3 cm começa na segunda-feira e deve durar três meses. O resultado da biópsia, em que será determinado o tipo específico de tumor do ex-presidente, deve ser divulgado durante a próxima semana.

Enquanto esteve internado, o ex-presidente recebeu uma visita de 20 minutos do ministro brasileiro da Fazenda, Guido Mantega. Na saída, o ministro afirmou que Lula está bem animado e não há metástase.  "É um problema que tem cura e foi pego no início, então as perspectivas são boas. O problema tem cura com quimioterapia. Ele já venceu problemas menores, e vencerá este também", disse. Segundo Mantega, apesar de não ter podido falar por fazer uso de uma máscara de oxigênio, perguntou baixinho como vai sua família. "Ele sempre se preocupa com os outros", afirmou.

Lula, que governou o país por oito anos e deixou o poder há dez meses, deixou o poder como um dos presidentes mais populares na história do Brasil, após a aplicação de programas sociais que permitiram tirar, segundo números oficiais, 29 milhões de brasileiros da pobreza, e depois de situar o país no centro do cenário diplomático mundial.

Após deixar a presidência com 80% de aprovação, Lula manteve uma agenda intensa, com viagens ao exterior para dar palestras e receber condecorações. Além disso, manteve um papel fundamental como figura de articulação política no PT.

Nesta semana, Lula se encontrou com a sucessora, Dilma Rousseff, para inaugurar uma ponte em Manaus, antes de celebrar seu aniversário na quinta-feira. "Tenho muito orgulho de fazer aniversário e de ter participado, em mais da metade desses 66 anos, da luta pela conquista da democracia neste país, pela melhoria da vida do povo deste país", afirma o ex-presidente no vídeo divulgado no portal do Instituto Cidadania.

O Hospital Sírio-Libanês tratou o ex-vice-presidente José Alencar, que morreu em março, de complicações causadas por um câncer na área abdominal, contra o qual lutou por vários anos.

Em 2009, a presidenta Dilma, 63 anos, foi diagnosticada com um câncer no sistema linfático, mas depois de seu tratamento, no mesmo hospital, os médicos a consideraram curada. "Graças aos exames preventivos, a descoberta do tumor foi feita em um estágio que permite o seu tratamento e cura", disse Dilma sobre a doença de Lula, desejando uma "rápida recuperação" ao seu antecessor, e oferecendo seu "apoio e amizade".

Em uma nota, a presidente destacou que Lula "é um líder que, com sua força, determinação e capacidade de superar adversidades de todo tipo, também irá vencer este desafio".

Veja a repercussão internacional:

<span>Câncer de Lula foi terceiro destaque na versão online da BBC, do Reino Unido</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Diagnóstico do ex-presidente brasileiro é manchete da página do argentino Clarín na internet</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Notícia do tumor descoberto por Lula também estava na página principal da americana CNN</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>A versão online do jornal italiano Corriere Della Sera destaca a notícia como &#39;O drama de Lula&#39;</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Jornal chileno El Mercurio também publicou matéria sobre diagnóstico de câncer</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>El País, da Espanha, reservou destaque para Lula em sua página principal </span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>A manchete do jornal argentino La Nación era sobre o tumor do ex-presidente brasileiro </span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>A página principal do francês Le Fígaro destacou a reportagem sobre o câncer de Lula</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Le Monde, da França, também divulgou a notícia em sua edição online neste sábado</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Americano New York Times citou a notícia do diagnóstico de Lula em sua versão online</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>Lula é destaque na editoria de Política Internacional no britânico The Telegraph</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>A versão online do americano Washington Post trouxe a matéria sobre o ex-presidente brasileiro</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong>

*Com AFP

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Ver de novo