Lula se reunirá com lideranças partidárias
redacao@odia.com.br
Lula se reunirá com lideranças partidárias

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reunirá nesta segunda-feira (5) com líderes partidários da Câmara dos Deputados para evitar o mal-estar com os parlamentares e recuperar a credibilidade do governo junto ao Centrão. O encontro está marcado para às 17h no Palácio do Planalto.

Lula deve mostrar presença na articulação política com os parlamentares, após as fortes cobranças recebidas nas últimas semanas. O encontro é uma tentativa de aproximar os partidos do Palácio do Planalto e evitar derrotas em projetos de interesse do governo na Câmara.

Na última semana, o governo foi alvo de ameaças de reprovação da medida provisória que reestruturava os ministérios do Planalto. Os líderes partidários reclamaram das articulações do governo e a aprovação só foi possível após Lula intervir diretamente nas negociações.

Na manhã desta segunda-feira, o petista se reuniu com o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), e ouviu as críticas dos parlamentares ao governo. Na mira está o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Lula garantiu que conversará com os parlamentares e proximidade com Lira.  

No encontro com lideranças, Lula deve ser cobrado para realizar uma reforma ministerial. Partidos de Centro, como União Brasil e PSD querem maior protagonismo no Planalto.

Entretanto, é esperado que o petista tente injetar “tinta na caneta” de Padilha para mantê-lo no cargo.

Além de Zeca Dirceu (PR), líder do PT na Câmara, e José Guimarães (CE), líder do governo, devem participar os líderes Elmar Nascimento (União Brasil-BA), Antônio Brito (PSD-BA), André Fufuca (Progressistas-MA) e Isnaldo Bulhões Jr. (MDB-AL).

Cobranças do Centrão

O Centrão tem criticado a articulação do ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e afirmam que a manutenção dele no cargo pode prejudicar o Palácio do Planalto. Eles lembram que Padilha não tem cumprido com a liberação de emendas e possui dificuldades em conversar com deputados conservadores.

Os problemas nas articulações passaram a ser visíveis na quarta-feira (31), quando a Câmara dos Deputados ameaçou não votar a MP dos Ministérios. Até o presidente da Casa, Arthur Lira (Progressistas-AL), fez críticas veladas ao ministro.

O próprio Lula já admitiu para a aliados a necessidade de melhorar a articulação com os congressistas e, embora negue publicamente, já prepara uma reforma ministerial. As mudanças também estão entre os pedidos do Centrão, principalmente de União Brasil, MDB e PSD, que querem maior protagonismo no governo federal.

O petista, porém, quer segurar Padilha no Palácio do Planalto. Fontes disseram à coluna que há possibilidade de Padilha apenas mudar de ministério e manter seu poder junto ao governo, mas ainda não se sabe qual pasta será o destino do deputado paulista.

A movimentação só mudará se o Centrão mantiver a forte pressão sobre o Planalto. Nesse caso, Padilha será um dos líderes do governo na Câmara dos Deputados.

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!