Fábio Wajngarten, ex-secretário especial de comunicação da Presidência
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Fábio Wajngarten, ex-secretário especial de comunicação da Presidência

 Fabio Wajngarten usou as redes sociais pela primeira vez  após depor na CPI da Covid na última quarta-feira (12). O ex-líder da Secom compartilhou um versículo bíblico.

Confira o tuíte:


“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, diz o versículo  do novo testamento da Bíblia compartilhado pelo ex-membro do governo Bolsonaro .

Durante a sessão da Comissão no Senado, o relator Renan Calheiros (MDB-AL) chegou a pedir a prisão de Fábio, pois segundo o parlamentar, ele mentiu diversas vezes em seu depoimento.  "O espetáculo de mentira é algo que não vai se repetir e não pode servir de precedente", disse. 

Entre as contradições de Wajngarten durante o depoimento, está o fato dele ter negado ter dito em uma entrevista à revista Veja que o ministério da Saúde foi incompetente na busca por vacinas.

Todavia, a própria Veja divulgou áudio da entrevista confirmando que ele falou que a pasta falhou:

"Foi incompetência. Quando você tem um laboratório americano com cinco escritórios de advocacia apoiando a negociação e tem do outro lado um time pequeno, tímido, sem experiência, é sete a um", afirmou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários