Queiroz não resistiu à prisão
Polícia Civil / Rede Globo / Reprodução
Queiroz não resistiu à prisão

O delegado da Polícia Civil de SP, Osvaldo Nico Gonçalves, que liderou a  prisão de Fabrício Queiroz hoje pela manhã, disse que os policiais não sabiam quem iriam prender até pouco antes da ação. A fala foi durante uma entrevista à CNN Brasil.


Segundo o delegado, o objetivo era evitar qualquer vazamento da operação. "Não demos ciência para os policiais para não haver nenhum tipo de vazamento, nada. Ontem fomos contatados pelo delegado geral que recebeu a missão do Ministério Público, e nós cumprimos com êxito. A gente fez um briefing hoje por volta de 4 horas na nossa sede e seguimos pro local junto com os promotores públicos", disse na entrevista.

Prisão

O ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, foi preso, na manhã desta quinta-feira (18), na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo.

Fabrício estava em uma casa de propriedade de Frederick Wasseff,  advogado de Flávio e do presidente Bolsonaro, e foi preso por causa de mandados de busca e apreensão emitidos pela Justiça do Rio de Janeiro em mais uma investigação sobre as 'rachadinhas' da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A prisão foi feita em parceria com o Ministério Público de São Paulo e Polícia Civil do estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários