Carla Zambelli na CPI das Fake News
Geraldo Magela/Agência Senado
Carla Zambelli na CPI das Fake News

Após ter prestado depoimento à Polícia Federal (PF) por cerca de duas horas na tarde desta quinta-feira (3), a  deputada Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou que as  manifestações antifascistas  e as ações do inquérito das fake news  "estão coordenadas, são perseguições contra a direita". 

Leia também:

Carla Zambelli é alvo de um inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre disparo de fake news e ataques contra a côrte. Nele estão sendo investigados ativistas, empresários e deputados bolsonaristas.

"Quando as instituições estão funcionando, mas as pessoas que estão dentro das instituições tentam calar a voz de pessoas que estão tentando buscar justiça, significa que a gente tá no caminho certo, que a gente precisa continuar lutando", afirmou a deputada que é fiel aliada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Zambelli defendeu que "esses black blocs que estiveram nas ruas no domingo não são antifas. Antifascistas somos nós. Nós trazemos a liberdade. Eles são os fascistas".

Ela afirma que os protestos de oposição ao governo são black blocs patrocinados pela esquerda. "Eles precisam ser presos. Vocês tem escrúpulos, eles não. Nós tiramos uma presidente sem quebrar uma vidraça", afirmou Carla Zambelli , que é fundadora do movimento de direita Nas Ruas. 


    Veja Também

      Mostrar mais