Presidente Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Bolsonaro não se manifestou sobre nova indicação para o comando do Ministério da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu não fazer um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão neste sábado (16) para defender o fim das medidas de isolamento social no combate à Covid-19 . Segundo o jornal O Estado de São Paulo , a decisão do presidente foi nesse sentido para esperar que haja uma definição de quem comandará o Ministério da Saúde antes que ele fale à população.

Depois que o ex-ministro Nelson Teich pediu demissão nesta sexta, o general Eduardo Pazuello, que ocupava o cargo de secretário-executivo da pasta, assumiu interinamente o comando do ministério.

Leia também: Dupla bolsonarista que protestou em frente à casa de ministro do STF é presa

No fim da tarde de hoje, Bolsonaro saiu rapidamente para cumprimentar um grupo de apoiadores que o aguardavam na portaria do Palácio da Alvorada. Durante esa conversa, ele sugeriu que participaria de uma manifestação pró-governo marcada para este domingo. "Onze horas na rampa", afirmou o presidente. Ao ser questionado por jornalistas sobre a escolha de um ministro para a Saúde enquanto falava com seus apoiadores, Bolsonaro ficou em silêncio.

A intenção do presidente de fazer um novo pronunciamento foi revelada por ele mesmo na durante videoconferência com empresários no Palácio do Planalto. "Nós temos que ter mais do que comercial de esperança, transmitir a confiança. Tanto é que vamos ter um pronunciamento gravado para sábado à noite nessa linha", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários