Atriz Regina Duarte
Kevin David/Agência O Globo
Atriz Regina Duarte

Um dia antes da posse de Regina Duarte ao cargo de secretária da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, a demissão de seis pessoas declaradamente “bolsonaristas” ligadas a Olavo de Carvalho fez com que uma hashtag pedindo a expulsão da atriz do governo fosse alimentada nas redes sociais .

Com o pedido #ForaRegina, internautas comentaram a saída de Ricardo Freire Vasconcellos, Camilo Calandreli, Reynaldo Campanatti, Gislaine Targa, Raquel Brugnera e Ednagela Santos, anunciada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (4). Para alguns, a presença de Regina na pasta significa colocar uma “traidora” em um cargo de confiança.

Leia também: "Talvez não esteja bem da cabeça", diz Olavo após citação nazista de secretário

O guru Olavo de Carvalho foi um dos que aumentou o coro contra Regina nas redes sociais. Ele chegou a afirmar que apoiar a indicação da mesma foi uma “cagada”. “Se a Regina Duarte quer mesmo se livrar de indicados do Olavo de Carvalho, a pessoa principal que ela teria de botar para fora do Ministério seria ela mesma”, afirmou.

"Na boa, essa pasta tinha que ser gerida por alguém que acredite que estamos em guerra cultural", afirmou um dos internautas. Usando a hashtag, uma mulher identificada como Marcia Pereira mandou uma mensagem para o presidente Jair Bolsonaro pedindo o cancelamento da nomeação, garantindo que a atriz "interpretou o papel da conservadora de direita e colocou o Freixo para comandar a secretaria da cultura". A informação de que Freixo está comandando a secretaria não é verídica.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários