Frota
Reprodução/Twitter
Alexandre Frota

Desde que foi expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) tem focado seus esforços em mostrar os problemas da gestão Bolsonaro no Brasil. Nesta terça-feira (3), ele publicou um vídeo listando os erros do presidente e de seus familiares, além de alguns ministros, como Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Tereza Cristina (Agricultura).

Leia também: Zambelli volta a atacar Gleisi: "posa de vítima ao ouvir palavrão. Cresça!"

"A mamata não ia acabar? Engraçado que não vejo ninguém da ala Bolsonarista falar um A sobre isso. Prometeram acabar com tudo isso, mas fazem o mesmo que os outros", escreveu Frota na publicação que acompanha o vídeo.

Nas imagens, ele critica o "desastre" da liberação de agrotóxicos no país e o desdém do ministro Salles com Chico Mendes: "governo Bolsonaro caga e anda para Chico Mendes, para a Amazônia, para o meio ambiente. Não descobriram até hoje o que causou as manchas de óleo e ninguém, nenhum pescador ou morador local de uma dessas praias, foi indenizado ou recebeu alguma ajuda".

Na sequência, lembrou da polêmica envolvendo o filho do presidente, Carlos Bolsonaro, no ano passado, quando o vereador foi acusado de utilizar o celular do pai para disparar críticas contra outras figuras do governo. Segundo Frota, Carlos é "cabeçudo" e "problemático". No vídeo, ainda sobra tempo para críticas ao presidente por tentar instaurar uma Ditadura no país e por não combater as "fake news" em seu governo .

Por fim, já em outra publicação, Frota mandou um recado para quem pensa em participar das manifestações no próximo dia 15: "Ir nessa manifestação é ficar sob o risco, para quem for decente, de se sentir usado quando o óbvio acontecer. vamos exigir provas de chantagem do Congresso, mas se não estão apresentando provas agora (antes da manifestação) depois é que não vão vir mesmo, e aí mostramos que a história se repete, e ainda mostro que a provas de que o padrão se repete: Bolsonaro deixou escapar que quer abrir a brecha para ele chantagear o congresso".

Leia também: MDB deve apoiar vetos de Bolsonaro ao orçamento e pressionar Alcolumbre

    Veja Também

      Mostrar mais