Renato Bolsonaro faz o intermédio entre governo federal e prefeituras para liberação de verbas arrow-options
Reprodução/Redes Socias
Renato Bolsonaro faz o intermédio entre governo federal e prefeituras para liberação de verbas


Renato Bolsonaro , comerciante e irmão do presidente Jair Bolsonaro , não exerce nenhum cargo público, mas tem feito a intermediação informal entre o  governo federal e prefeitos de munícipios do Estado de São Paulo que demandam verbas para realizar obras e investimentos. Segundo reportagem da Folha de São Paulo, ele exerceu essa função de mediador em ao menos quatro cidades paulistas.

O irmão do presidente intermediou R$ 110 milhões em repasse de verba nas cidades de São Vicente, Itaoca, Pariquera-Açu e Eldorado , onde mora sua família. O dinheiro foi utilizado para a construção de pontes, recapeamento de asfalto e melhorias em centros de cultura e esporte.

Até mesmo as solenidades das obras contaram com a participação de Renato Bolsonaro , que assina contratos como testemunha e recebe agradecimentos públicos dos prefeitos. Ele diz não receber nenhuma remuneração pelo trabalho com as prefeituras.

“Estou doando meu tempo, porque naturalmente sou muito procurador pela questão de relacionamento familiar. Não tenho poder de decisão. A única coisa que faço é fazer chegar mais rápido ao presidente aquilo que acho viável. Mas ele que tem pode de análise e decisão. Eu faço a ajuda, encurto a distância”, afirmou em entrevista ao jornal A Tribuna, de Santos.

Leia também: Justiça suspende investigação sobre sócio de Flávio Bolsonaro

Segundo especialistas, não há irregularidade nas ações de Renato Bolsonaro se ele não estiver sendo remunerado. A única questão é que esse tipo de mediação costuma ser feito por parlamentares.

Atuação

Renato foi importante para resolver alguns impasses. Em São Vicente , foi o responsável por colocar fim em uma discussão entre prefeitura e governo do Estado a respeito de qual dos poderes deveria bancar o processo de recuperação da Ponte dos Barreiros. Por fim, a gestão federal assumiu a conta, e Renato anunciou, no dia 30 de dezembro, R$ 58 milhões em verba federal para a obra, inclusive assinando o contrato como testemunha.

Na mesma época, o irmão de Jair Bolsonaro anunciou um pacote de benfeitoria para a cidade de Pariquera-Açu, com 14 milhões liberados para a construção de uma ponte, R$ 1 milhão para obras de pavimentação, R$ 764 mil para a canalização de um centro de eventos e R$ 550 mil para um centro de artes marciais.  

Leia também: Se as eleições de 2022 fossem hoje, Bolsonaro e Lula iriam para 2º turno

Dez dias antes disso, em Eldorado , sua cidade natal, ele participou da entrega de 21 casas do Minha Casa, Minha Vida. Ainda em Eldorado, foi o responsável por anunciar a liberação de R$ 11,4 milhões para a construção de uma ponte e R$ 292 mil para asfaltar ruas. Mais R$ 24 milhões em verbas federais foram intermediados por Renato em Itaoca, também para a obra de uma ponte, com direito a agradecimento no site oficial da cidade.

Política

Filiado ao PSL, Renato Bolsonaro se candidatou a prefeito do munícipio de Miracatu em duas oportunidades, a última em 2016. Nas eleições municipais deste ano, no entanto, ele não poderá participar, já que a lei proíbe parentes do presidente da República de concorrer, a não ser que eles já estejam cumprindo algum mandato e busquem a reeleição.

    Veja Também

      Mostrar mais