Bolsonaro
Renato Costa / FramePhoto / Agência O Globo
Decisão de Bolsonaro em sair do PSL foi aprovada pela maior parte dos seus eleitores, segundo o Datafolha.

A maior parte dos eleitores que declararam voto a Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2018 dizem aprovar a decisão do chefe do executivo sair do PSL, sigla pela qual foi eleito, e criar a Aliança Pelo Brasil, segundo o Datafolha.

Leia mais: São Paulo tem mais pessoas morando na rua que população de 457 cidades paulistas

O levantamento aponta que 57% das pessoas aprovam a mudança político-partidária, contrastando com 27% de desaprovação. Os que não souberam responder são 7% e  9% os que são indiferentes à decisão de Bolsonaro

De acordo com a pesquisa, o número de pessoas que aprovaram a administração de Bolsonaro oscilou de 29% para 30% na primeira semana de dezembro. Os números, no entanto, estão dentro da margem de erro do levantamento, referente a dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

Aprovação de mandato

Os que consideram seu governo ótimo ou bom também asseguram que a decisão de Bolsonaro em criar o Aliança Pelo Brasil é positiva. São 68% das pessoas que votaram no atual presidente que concordam com o empenho para criar o que pode ser a 34ª sigla partidária nacional.

Os mais ricos, que vivem com cinco a dez salários mínimos e mais de dez salários mínimos, também apoiam a saída do presidente do PSL . São 43% a favor da nova legenda. Os que têm renda familiar de até dois salários mínimos são 34%. 

Leia também: Carlos Bolsonaro compartilha vídeo que acusa Witzel de tramar contra Bolsonaro

Ainda que os números mostram a aprovação majoritária da decisão de Bolsonaro, o Datafolha também traz dados que apontam para a ausência de acompanhamento significativo do movimento político do presidente pelos eleitores . O que significa dizer que 55% das pessoas não tomou conhecimento da decisão de Bolsonaro de sair da sigla que foi eleito e do plano de criar uma nova legenda nacional.

Ao todo, 2.948 pessoas foram ouvidas nos dias 5 e 6 de dezembro em 176 municípios do país, segundo a Folha de São Paulo. 


    Veja Também

      Mostrar mais