Jair Bolsonaro
Agência Brasil
Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (21), que a esquerda não se interessa em resolver o caso do assassinato da vereadora Marielle Franco porque quer usar o fato em "causa própria".

Leia também: Polícia cogita envolvimento de Carlos Bolsonaro no caso Marielle, diz colunista

"Parece que para a esquerda não interessa resolver o caso Marielle. Interessa continuar usando a morte dela em causa própria", disse o presidente.

O presidente voltou a questionar a investigação do caso em que levou uma facada de Adélio Bispo durante a campanha eleitoral de 2018. Ele disse que não faz acusações infundadas ao Psol, partido no qual Adélio foi filiado, e que querem “desviar o foco de atenção’.

"Agora, o caso mais importante vocês não perguntam. O caso Adélio, então filiado ao PSOL. Eu não faço acusações infundadas contra o PSOL. Querem desviar o foco de atenção", afirmou.

Na quarta-feira, o colunista Lauro Jardim informou que o porteiro do condomínio Vivendas da Barra, onde o presidente tem uma casa, mudou sua versão do depoimento. Ele relatou que anotou errado o número da casa na planilha do condomínio. Segundo o porteiro, ele se sentiu pressionado pelo erro e decidiu contar que o “seu Jair” autorizou a entrada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários