Tamanho do texto

Após discurso de Lula rceber críticas, presidente do PT afirma que a fala precisa ser vista dentro do contexto em que ex-presidente ficou preso

Lula e Gleisi arrow-options
Edilson Santos/Agência O Globo
"Tiraram ele da vida, expuseram, xingaram, perseguiram a família"

Presidente do PT e deputada federal, Gleisi Hoffmann defendeu o ex-presidente Lula após críticas a agressividade do discurso do petista. "Se não estivesse com indignação e vontade de retrucar, não seria gente", disse ao jornal Folha de S. Paulo nesta terça (12).

Leia também: "Tá fumando muito ou tá no daime", diz Frota sobre Eduardo Bolsonaro governador

Para Gleisi , é um absurdo tantas críticas ao discurso de Lula, que precisaria ser analisado dentro do contexto de que o ex-presidente ficou preso por 580 dias. "Tiraram ele da vida, expuseram, xingaram, perseguiram a família".

Segundo a petista, estimular manifestações não pode ser visto como radicalizações. Gleisi afirma que Lula sempre fez isso, incentivando greves e outros movimentos sociais. Ela diz que o povo precisa lutar por seus direitos.

"Vão ficar com essa marcação em cima da fala pra tolher o Lula. Vai ser uma operação na tentativa de 'esterilizá-lo'", afirma Gleisi. Segundo ela, irão utilizar argumentos de que a fala de Lula é desestabilizadora. Ela acredita que as críticas irão piorar quando o ex-presidente opinar sobre medidas econômicas.

Leia também: MBL pede prisão preventiva de Lula e Dirceu ao Ministério Público Federal

Nesta terça, dirigentes do PT afirmaram ter considerado o discurso de Lula no último sábado em São Bernardo acima do tom. Eles desejam para próximos pronunciamentos falas mais moderadas. Gleisi, no entanto, discorda deles.

    Leia tudo sobre: Lula