Apesar da expectativa de alta nesta segunda, prefeito seguirá internado no Hospital Sírio-Libanês
Reprodução/Facebook
Apesar da expectativa de alta nesta segunda, prefeito seguirá internado no Hospital Sírio-Libanês

SÃO PAULO - Um exame realizado neste domingo identificou um novo coágulo no prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). O trombo está localizado em uma das cavidades do coração. Havia uma expectativa de alta para Covas, embora não oficializada pela equipe médica, nesta semana. Diante do novo diagnóstico, ele continuará internado no Hospital Sírio-Libanês.

Leia também: Bruno Covas busca alianças de partidos para as eleições de 2020 em São Paulo

O boletim médico desta segunda-feira (4) informou que o prefeito passou por um ecocardiograma e uma angiotomografia. Os exames apontaram uma "redução dos sinais de tromboembolismo pulmonar", mas também o aparecimento de "um pequeno trombo junto ao cateter venoso central".

"Por isso, a equipe médica decidiu pela permanência hospitalar para adequação da anticoagulação", disse o boletim.

Você viu?

Covas está internado desde o último dia 23 na capital paulista. Ele deu entrada no hospital com um quadro de erisipela , que evoluiu para trombose e embolismo pulmunar. Na busca de um diagnóstico mais aprofundado sobre as complicações, os médicos descobriram um câncer no aparelho digestivo com lesões no sistema linfático e no fígado.

Leia também: "Soco na cara", diz Bruno Covas sobre diagnóstico de câncer

Na semana passada, o prefeito foi submetido à primeira sessão de quimioterapia. Outras duas estão previstas para até o fim de novembro.

Segundo os médicos, a permanência de Covas no hospital deve-se ao tratamento para controlar o quadro de trombose e não pelo diagnóstico de câncer.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários