Deputado Federal Marcelo Freixo (PSOL)
Wilson Dias/Agência Brasil
Deputado Federal Marcelo Freixo (PSOL)


RIO - O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) perdeu nesta quarta-feira, em segunda instância, uma ação que move contra o senadorFlávio Bolsonaro (PSL) por danos morais. No processo, iniciado em 2016, Freixo acusou o então adversário à Prefeitura do Rio de ter promovido debate eleitoral no Facebook "com claro intuito difamatório".

Leia também: Freixo defende Bolsonaro em caso de militar preso com cocaína

No processo, consta uma postagem na qual o senador divulgou uma pesquisa na qual 57% dos entrevistados concordaram com a frase "bandido bom é bandido morto". Em seguida, Flávio Bolsonaro perguntou aos internautas: "Que tal começar por Marcelo Freixo?"

A defesa de Freixo, que chegou ao segundo turno da eleição de 2016 e foi derrotado por Marcelo Crivella, alega que houve "clara intenção de induzir os seguidores do réu e demais usuários da rede social a considerarem Freixo um bandido e a partir disso sentenciá-lo a morte".

Leia também: Para proteger Flávio, Bolsonaro trai 57 milhões de brasileiros

Nesta quarta, o desembargador Adriano Celso Guimarães rejeitou recurso movido pelo deputado federal, que havia perdido a ação em primeira instância.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários