Tamanho do texto

Governador está em missão no país asiático e voltou a falar de uma parceria público privada para construção de trem que vai ligar capital a Campinas

João Doria arrow-options
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
João Doria está na China em busca de parcerias


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a falar sobre a possibilidade da construção de um trem para ligar as cidades de São José dos Campos e Campinas a capital. A ideia é que tudo seja construído por meio de uma parceria público-privada (PPP). Para isso, o tucano está junto de ministros em uma missão na China, onde participa de apresentações e reuniões com empresários do país asiático.

Leia também: Doria sanciona lei que cria "dia de oração pelas autoridades da nação" em SP

De acordo com o secretário de transportes de São Paulo, Alexandre Baldy, o governo Doria estuda a construção de trens a biodiesel, o que, segundo ele,  pode reduzir em cerca de R$ 1 bilhão os custos de instalação de estrada de ferro.

O tecnologia de trens movidos pelo biodiesel é bem comum na China. Por isso, o governador avalia a possibilidade de uma parceria com uma empresa chinesa.

Leia também: Com críticas a Bolsonaro, PSDB tenta se descolar da imagem do governo

A ideia do governo é aproveitar a Linha 7-Rubi da CPTM, que atualmente liga a capital a Jundiaí, passando pro Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato. A mesma seria prolongada até Campinas com o custo máximo de R$ 7 bilhões, valor que seria gasto em 50% com dinheiro estatal. A outra metade ficaria de responsabilidade privada.

O trem que pode ligar São José dos Campos e Campinas até São Paulo foi uma das promessas de campanha de João Doria . Caso consiga uma parceira, o governo pretende entregar o transporte até o final do mandato (2022).