Tamanho do texto

Em evento no Ministério da Cidadania, o presidente disse que abre mão da reeleição se Governo fizer reforma política

Hélio com Bolsonaro e Onyx arrow-options
Alan Santos/PR
Bolsonaro citou o amigo Hélio para dizer que pode voltar a ser deputado


Ao se esquivar de responder categoricamente se pretende disputar a reeleição ou não, o presidente Jair Bolsonaro disse, nesta sexta-feira (19), que, várias vezes, se sente um deputado federal.

"Cara, enquanto eu estou vivo, meu coração está batendo aqui, eu vou estar na política. A política não sai da gente nunca. Eu me sinto, quantas vezes, um deputado federal. Me sinto o Hélio Negão (PSL-RJ) dentro do Parlamento. É do nosso meio. Quando o homem não tem mais uma missão, tem que comprar um lote no cemitério", disse Bolsonaro .

Leia também: Bolsonaro defende decisão de Toffoli sobre compartilhamento de dados

Amigo de Bolsonaro, Helio Lopes estava ao lado do presidente no evento. Ele se elegeu para seu primeiro mandato na esteira da popularidade do presidente. Bolsonaro repetiu que só abre mão da eleição se houver uma "boa reforma política".

"Sempre falei durante a campanha. Se fizermos uma boa reforma política, diminuindo o número de parlamentares federais estaduais, municipais, entre outras coisas. Eu abro mão da reeleição ", comentou.

Leia também: "Não tô vendo nenhum magro", diz Bolsonaro a jornalistas após fala sobre fome

A interlocutores, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem dito que não pretende pautar uma reforma política de grande impacto este ano, desapontando Bolsonaro . Para ele, o fim das coligações proporcionais, que entrará em vigor nas eleições municipais do ano que vem, já impactarão significativamente o pleito.