Tamanho do texto

Presidente não se posicionou oficialmente sobre o assunto, divulgado há dois dias; ele está na capital paulista onde participa de jantar com empresários

João Doria e Jair Bolsonaro
Alan Santos/PR - 11.6.19
Bolsonaro participou de evento em São Paulo ao lado de João Doria, governador do estado, e não gostou quando foi questionado sobre conversas vazadas de Moro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) interrompeu uma entrevista coletiva nesta terça-feira (11), na capital paulista, ao ser questionado sobre o vazamento de diálogos privados atribuídos aos ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro , e ao procurador Deltan Dallagnol , coordenador da Operação Lava Jato em Curitiba.

Depois de um encontro com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, no aeroporto de Congonhas, Bolsonaro conversou com jornalistas sobre o andamento da proposta de reforma da Previdência.

Leia também: Maia desencorajou centrão a embarcar em uma CPI contra Sergio Moro

Depois de responder algumas perguntas sobre o tema, o presidente foi questionado sobre o vazamento das conversas, que ocorreram quando Moro ainda era juiz em Curitiba.

Irritado, Bolsonaro apenas respondeu: "Está encerrada a entrevista", e deixou a sala de autoridades onde concedia a entrevista e seguiu com sua comitiva para a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde terá um encontro com integrantes da entidade.

Assista ao momento abaixo: