Tamanho do texto

Notas do ministro da Educação mostram que ele foi reprovado em diversas matérias quando estudava na USP; ele disse que acidente atrapalhou

Boletim do ministro Abraham Weintraub
Reprodução
Boletim do ministro Abraham Weintraub foi divulgado na internet

O ministro, Abraham Weintraub, fez uma postagem no Twitter para falar sobre o vazamento de seu boletim da época da faculdade nas redes sociais. O documento, que foi compartilhado por militantes da oposição, mostra que o titular da pasta de Educação teve diversas reprovações em seus três primeiros semestres como aluno da Universidade de São Paulo (USP).

Leia também: Após prometer que frequentaria rede pública, Witzel vai a hospital particular

"Ta circulando na internet um boletim do meu primeiro ano e meio na faculdade", diz Weintraub , que classifica o período como "um inferno". "Não sei como foi obtido, mas foi de forma ilegal", completa o ministro, antes de admitir que realmente as notas pertencem a ele.

"Eu era muito novo, tinha 17 anos. Naquela época meus pais se separaram, teve o Plano Collor, minha família desmanchou e eu tive depressão", conta. "Eu também sofri um acidente horroroso e tive que ficar sem escrever. Somente um professor me deixou fazer a prova oral", completa o ministro , antes de mostrar a cicatriz na cirurgia que fez no braço direito.

Confira o vídeo: