Tamanho do texto

Semana em Brasília terá discussões sobre CPI do BNDES, contratos da Eletrobras e conversa de Bolsonaro com ministros; Ricardo Vélez Rodríguez pode ser demitido já nesta segunda e criar desconforto no futuro do MEC

undefined
Valter Campanato/ABr
Jair Bolsonaro deve decidir sobre a demissão ou não de Ricardo Vélez Rodríguez no início da semana


A semana promete ser movimentada em Brasília nesta semana. Na quarta-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro completa cem dias de governo e, além de apresentar junto com seus ministros os resultados das metas traçadas para o período, fará encontros com Paulo Guedes para voltar a discutir a reforma da Previdência e planos para conseguir a aprovação junto ao Congresso.

Leia também: Bolsonaro tem a pior avaliação de um presidente de 1º mandato em três meses

Já nesta segunda-feira (8), Bolsonaro pode resolver uma das crises de seu governo. O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, deve se encontrar com o presidente e até a demissão não é descartada. Na sexta-feira, em um encontro com jornalistas, Bolsonaro assumiu que perdeu a paciência diante de tantas trocas no MEC e que tomaria uma decisão nesta semana .

Também está programado para esta semana o anúncio do 13º salário do Bolsa Família. Promessa de campanha de Bolsonaro , o decreto vai permitir que beneficiários do programa social recebam um pagamento a mais no ano. Em uma live no Facebook, o presidente falou sobre o projeto, mas não precisou a data da divulgação oficial.

Leia também: Dias contados? Bolsonaro confirma que destino de Vélez será decidido na segunda

Câmara terá discussões nesta semana que podem afetar a economia

undefined
José Cruz/Agência Brasil
Câmara dos Deputados debate questões que podem afetar a economia nesta semana


A semana não terá grandes votações na Câmara dos Deputados , mas as discussões podem trazer consequências para a economia. Na terça-feira (9), a partir das 14h30, os deputados definem se abrirão ou não uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES. Defensores da medida pretendem abrir a caixa preta do banco de financiamento.

Leia também: Políticos derrotados nas eleições ganham cargos bem remunerados em Brasília

No mesmo dia, mais tarde, acontecerão votações, entre elas a da medida provisória que facilitou a privatização de distribuidoras de energia sob controle da Eletrobras (MP 855/18).

Na quarta-feira (10) os deputados debatem os 100 dias do governo Bolsonaro. Parlamentares da base aliada e da oposição devem se inscrever para darem suas opiniões sobre o que foi feito pelo Planalto e ausações e defesas devem durar toda a semana .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.