Tamanho do texto

Publicitário Floriano Barbosa será o responsável por contratar a Secom, que deve migrar da Secretaria-Geral da Presidência para a Secretaria de Governo

Gustavo Bebbiano anunciou nesta segunda-feira (10) que o publicitário Floriano Barbosa vai comandar a Secom
Rafael Carvalho/Governo de Transição
Gustavo Bebbiano anunciou nesta segunda-feira (10) que o publicitário Floriano Barbosa vai comandar a Secom


Futuro ministro da Secretaria-Geral da Presidência, o advogado Gustavo Bebbiano confirmou nesta segunda-feira (10) que o publicitário Floriano Barbosa vai assumir a secretaria de comunicação (Secom) do governo Bolsonaro. O profissional é bem conhecido pelo presidente eleito, já que atualmente é um dos assessores de seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Leia também: Bolsonaro promete "resgatar o orgulho do povo brasileiro" e é diplomado no TSE

Na mesma entrevista, o futuro ministro lembrou que a secretaria de comunicação vai deixar de ser uma das pastas da Secretaria-Geral da Presidência e migrará para a Secretaria de Governo, comandada no futuro por Carlos Alberto Santos Cruz. Assim, Floriano Barbosa não terá uma relação mais próxima com Bebbiano.

A discussão sobre quem estaria à frente da Secom ganhou notoriedade após Jair Bolsonaro dizer que fez o convite para que seu filho mais novo, Carlos, assumisse o posto.

Irritado com a repercussão, Carlos Bolsonaro, que é vereador no Rio de Janeiro, não só negou que seria o comandante da Secom, como afirmou que deixaria de ser o controlador das redes sociais do pai.

Leia também: Carlos Bolsonaro declara que não vai atuar diretamente no governo do pai

A secretaria de comunicação é responsável por interligar todas as áreas de comunicação do governo federal. Passa pelas assessorias de cada ministério, até a voz oficial do presidente e todo o Palácio do Planalto.

Ao transferir a Secom para a Secretaria de Governo , o governo de Jair Bolsonaro deixa aberto para que as comunicações oficiais venham de todos os ministros e não apenas através do presidente.

A Secretaria de Comunicação não tem relação com o o Ministério de Comunicação, que foi extinto pelo próximo governo. A pasta será agregada pela Ciência e Tecnologia, que será comandada pelo astronauta Marcos Pontes.

Leia também: Filho mais novo de Bolsonaro é cotado para Ministério das Comunicações, diz site

Floriano Barbosa passou a trabalhar com Eduardo Bolsonaro em 2015, começando no comando e administração das redes sociais. Depois, passou a atuar diretamente no gabinete do deputado federal, sendo responsável pela área técnica de comunicação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.