De acordo com os médicos, Bolsonaro também não apresenta disfunções orgânicas e seus exames laboratoriais estão estáveis
Reprodução/Instagram
De acordo com os médicos, Bolsonaro também não apresenta disfunções orgânicas e seus exames laboratoriais estão estáveis

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) passa bem e já retirou o dreno que havia sido colocado há três dias em seu abdômen. Segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Israelita Albert Einstein, onde está internado, devido à boa aceitação da dieta pastosa e recuperação dos movimentos intestinais, o deputado passou a receber uma dieta leve neste domingo (23).

Leia também: Jair Bolsonaro recebe alta do semi-intensivo e vai para quarto, informa hospital

“O paciente apresenta boa evolução clínica, permanece sem dor, sem febre ou outros sinais de infecção", relata o hospital. De acordo com os médicos, Bolsonaro também não apresenta disfunções orgânicas e seus exames laboratoriais estão estáveis.

O hospital também informou que as medidas de prevenção contra trombose venosa estão sendo mantidas, e o presidenciável do PSL segue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular, além de períodos de caminhada fora do quarto.

Últimos exames de Bolsonaro

Na última quinta-feira (20), Bolsonaro foi submetido a uma drenagem guiada por imagem depois de um exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino
Reprodução
Na última quinta-feira (20), Bolsonaro foi submetido a uma drenagem guiada por imagem depois de um exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino

Na última quinta-feira (20), Bolsonaro foi submetido a uma drenagem guiada por imagem depois de um exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino. Em sua conta no Twitter, o deputado publicou um vídeo caminhando após passar pelo procedimento.

Você viu?

O problema foi descoberto por causa de um aumento da temperatura corporal do candidato, que chegou a 37,7 ºC. Os médicos realizaram uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen que, mais tarde, evidenciou uma "pequena coleção de líquido ao lado do intestino".


Leia também: Paulo Guedes cancela compromissos após Bolsonaro baixar ordem de silêncio

Bolsonaro  levou uma facada durante ato de campanha no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora (MG). Após ter sido atendido na Santa Casa de Misericórdia da cidade, onde chegou a passar por uma cirurgia, ele foi transferido, a pedido da família, para o Hospital Albert Einstein na manhã do dia 7.


*Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários