Tamanho do texto

Ex-prefeito de São Paulo é o novo candidato do PT à Presidência; para a candidata da Rede, votar em 'indicado' pode levar Brasil a "poço sem fundo"

Declaração de Marina Silva foi feita durante uma entrevista da candidata à rádio Super, de Minas Gerais
EBC
Declaração de Marina Silva foi feita durante uma entrevista da candidata à rádio Super, de Minas Gerais

A candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva, criticou, na manhã desta quarta-feira (12), a substituição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo ex-prefeito da capital paulista Fernando Haddad, como candidato do PT ao Planalto. Segundo ela, ao ser indicado por Lula, Haddad de assemelha à presidente cassada Dilma Rousseff.

Leia também: PT anuncia candidatura de Haddad à Presidência como substituto de Lula

"[Haddad] é muito semelhante [a Dilma]. [...] as coisas ruins foram aprofundadas no governo Dilma-Temer. As coisas boas foram sendo desaceleradas, e a população brasileira não pode deixar de pedir uma prestação de contas do que levou o Brasil para o fundo do poço", disse Marina Silva .

A declaração de Marina foi feita durante uma entrevista da candidata à rádio Super, de Minas Gerais. Na ocasião, a presidenciável disse ainda que votar em um nome "indicado" por Lula pode levar o Brasil novamente a um "poço sem fundo". 

Em entrevista a emissora de rádio de Minas, candidata da Rede criticou substituição do ex-presidente Lula por Fernando Haddad como candidato do PT à Presidência da República. "Se continuar fazendo o voto em cima apenas de quem é indicado, podemos ir para um poço sem fundo", continuou.

Leia também: Segundo o Datafolha, Bolsonaro segue estagnado, mas mantém liderança

Ex-ministra do governo petista, Marina se referia ao fato de Haddad – assim como Dilma em 2010 e 2014 – ter sido apadrinhado e apresentado à nação pelo petista na eleição presidencial, mesmo sem ser um nome forte em todo o Brasil. Afinal, segundo pesquisa Ibope divulgada ontem, o candidato ainda é muito desconhecido.

Pesquisa Ibope mostra Marina Silva empatada com Fernando Haddad

Fernando Haddad é o novo candidato do PT à Presidência; o que já gerou críticas de Marina Silva
Reprodução/Youtube/PT
Fernando Haddad é o novo candidato do PT à Presidência; o que já gerou críticas de Marina Silva

Segundo a mesma pesquisa, Marina caiu três pontos percentuais, passando de 12% para 9%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. Fernando Haddad , por sua vez, apareceu com 8% das intenções de voto, ou seja, tecnicamente empatado com ela. 

Haddad assumiu ontem oficialmente a cabeça de chapa do PT na disputa pela Presidência, depois que Lula teve a candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa. Por conta disso, o  último levantamento do Ibope aconteceu antes dessa oficialização.

Espera-se que parte do eleitorado petista, que engrossava as intenções de voto em Lula, passe a declarar voto em Haddad. Porém, não se sabe ainda o quanto esses votos serão transferidos, assim como pontuou Marina Silva , diretamente ao ex-prefeito da capital paulista. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.