Tamanho do texto

Presidente brasileiro esteve no Chile para participar da posse de Sebastián Piñera e aproveitou para tratar sobre pauta econômica com autoridades

Presidente Michel Temer aproveitou a viagem para conversar com o presidente da Argentina, Mauricio Macri
Beto Barata/PR - 11.3.18
Presidente Michel Temer aproveitou a viagem para conversar com o presidente da Argentina, Mauricio Macri

O presidente Michel Temer esteve no Chile neste domingo (11) para participar da posse do novo presidente do país chileno, Sebastián Piñera . Após a cerimônia Temer afirmou que a aliança entre Mercosul e a União Europeia deve ser fechada em definitivo, depois de 19 anos de tratativas.

“Temos alguns pequenos pontos para ainda resolver, mas os chanceleres da União Europeia e do Mercosul vão se reunir muito proximamente [...] nós talvez fechemos em definitivo o acordo Mercosul-União Europeia”, afirmou Michel Temer ao comentar que aproveitou a viagem para conversar com o presidente da Argentina, Mauricio Macri.

Temer disse ainda que conversou com o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, sobre um possível acordo do bloco formado pelo Brasil, Uruguai, Argentina, Paraguai e Venezuela com a Aliança do Pacífico, formada por Chile, Colômbia, México e Peru.

Leia também: Maia, Ciro, Marina, Bolsonaro e mais: Quem são os pré-candidatos à Presidência da República

Parceiro comercial

Em ocasião da posse de Piñera, o Itamaraty emitiu uma nota hoje, destacando a importância econômica que o Chile representa ao País, já que o Brasil é o principal destino dos investimentos chilenos, com estoque de US$ 31 bilhões. Os países são parceiros comerciais da América do Sul e, em 2015, assinaram o Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos e, atualmente, negociam acordos de compras governamentais e de serviços financeiros.

Ainda de acordo com o comunicado, o governo chileno é o segundo parceiro comercial do Brasil na região, mantendo um intercâmbio comercial da ordem de US$ 8,5 bilhões, em 2017. 

 “Brasil e Chile compartilham valores fundamentais como a promoção da democracia e a defesa dos direitos humanos. Os dois países também estão engajados no processo de aproximação entre Mercosul e Aliança do Pacífico”, afirma a nota. “O governo brasileiro reitera sua disposição em trabalhar com o novo governo chileno em favor do fortalecimento da relação bilateral e do aprofundamento da integração regional”, diz o texto.

Leia também: Temer se reúne com a presidente do STF dias após quebra de sigilo

Michel Temer participou da cerimônia de posse de Sebastian Piñera acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. Eles devem voltar ao Brasil ainda neste domingo.