Ministro abre chance de apoiar Huck candidato caso ele defenda "legado" de Temer

Chefe da Casa Civil disse em entrevista que apresentador pode ser apoiado pelo governo caso defenda "continuidade de programas": "Por que não?"
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil | Divulgação/TV Globo
Luciano Huck disse ao TSE que não será candidato, mas FHC diz que apresentador ainda considera possibilidade

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB), deixou aberta a possibilidade de o governo vir a apoiar uma  eventual candidatura do apresentador Luciano Huck para a Presidência da República.

Em entrevista concedida neste sábado (10) ao jornal O Estado de S.Paulo , Padilha disse que Luciano Huck é um "nome popular" e que poderia ter o apoio do governo caso ele defenda o "legado" da gestão Michel Temer.

"Ele não é um político tradicional, não sei qual a composição que ele vai tentar buscar para sua rede de proteção e apoio. O que o presidente coloca é que o candidato seja defensor do legado e da continuidade dos programas que nós implantamos. Se ele aderir a esta tese, por que não?", avaliou o ministro.

Padilha disse que está "contido" em relação a uma eventual candidatura do apresentador e afirmou que, apesar de não descartar apoiar o global, o Planalto ainda "aposta" na identificação de um candidato dos partidos aliados que seja capaz de "galvanizar todos os partidos da base de apoio".

Leia também: Diretor-geral da PF diz que deve sugerir arquivamento de inquérito contra Temer

Huck quer ou não ser candidato?

A novela acerca da eventual candidatura de Huck teve novos episódios nos últimos dias. Na quinta-feira (8), o apresentador entregou resposta a ação movida contra ele pelo Partido dos Trabalhadores (PT) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os advogados de Huck negaram a tese de que ele teria feito propaganda irregular  durante entrevista ao Faustão (TV Globo) e reafirmou que não seria candidato neste ano.

No mesmo dia, no entanto, Huck participou de jantar com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que disse que o apresentador "tem o estilo do PSDB". Segundo o tucano, o global teria confidenciado que "está considerando" a possibilidade de disputar a Presidência nas eleições de outubro.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2018-02-10/luciano-huck-padilha.html