Tamanho do texto

Página do Senado no Facebook sugere download de cópia da Constituição Federal para "fundamentar argumentos" e internautas não perdoam

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) exibe a Constituição Federal durante o julgamento do impeachment
Geraldo Magela/Agência Senado - 31.8.16
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) exibe a Constituição Federal durante o julgamento do impeachment

Uva passa no arroz, piada do "pavê ou pacumê", perguntas da família sobre "namoradinhos/as" e sobre os estudos/carreira. Se nada disso te ocorreu na noite deste sábado (24), é certo que você não teve uma ceia de Natal em família.

E (quase) tão comum quanto essas situações, o peru assado sobre a mesa e uma ligeira discussão sobre deixar ou não a televisão passando a Missa do Galo durante o encontro natalino, estão os desentendimentos a respeito da política.

Sabendo disso, a página do Senado Federal publicou neste sábado uma 'dica' para solucionar as "tretas na mesa": baixar o ebook da Constituição para "fundamentar seus argumentos". Confira abaixo:

É claro que os internautas não iriam deixar a inusitada sugestão passar incólume e começaram a disparar uma série de piadas, a maioria delas ácidas, ironizando a publicação.

"E se por um acaso essa 'treta' for por causa da reforma da Previdência? Onde acho uma justificativa plausível para defender essa reforma, já que os que a propõe não fizeram parte dos 'agraciados'?", escreveu Antonio Carlos Soares, autor do comentário com maior número de curtidas na publicação.

Muitos disseram que o próprio Congresso Nacional não respeita a Constituição, a maioria deles se referindo ao episódio do julgamento do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Durante todo o processo, os apoiadores da petista defenderam que o afastamento de Dilma seria um "golpe" à democracia e desrespeitava a Carta Magna de 1988.

Outro episódio lembrado foi a decisão do Senado de não acatar a decisão liminar do ministro do STF Marco Aurélio Mello de afastar Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência da Casa.  "Senado falando sobre fundamentação de argumentos na Constituição quando seu presidente não acata ordem do Supremo Tribunal Federal. Tão [ sic ] de palhaçada!", escreveu o internauta Renato Freire.

Alfinetadas a parte, o conselho especial de análise humorística do iG decidiu eleger como melhor comentário o publicado pela internauta Bárbara Tavares, que explicou bem como funciona as discussões em família: "Não tem argumento quando minha mãe mostra o chinelo".

LEIA TAMBÉM:  Pronunciamento de Temer é marcado por #RalaTemer no Twitter e tímido 'panelaço'

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.