Tamanho do texto

Para o presidente da República, desafio à frente do governo é o de "desburocratizar o Estado"; ele cita a PEC do Teto e a reforma da Previdência

Primeiro pronunciamento de Temer foi feito no fim de agosto, depois do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff
Reprodução/Youtube
Primeiro pronunciamento de Temer foi feito no fim de agosto, depois do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff

Em um pronunciamento feito às 20h30 deste sábado (24), véspera de Natal, o presidente da República Michel Temer (PMDB) pregou a "democracia da eficiência" e afirmou que trazia uma mensagem de "renovada esperança" a todo o Brasil.

LEIA TAMBÉM:  Temer garante que baixa popularidade não atrapalha ações do governo

Para Temer, seu desafio à frente do governo é o de "desburocratizar o Estado". O peemedebista afirmou ainda que 2017 será o ano em que o Brasil derrotará a crise e os brasileiros recuperarão os empregos perdidos.

O presidente lembra que está no governo há pouco mais de cem dias e diz que, nesses poucos meses, "muito já foi feito". Para exemplificar, cita a aprovação da PEC que estabelece um teto de gastos públicos para os próximos 20 anos, a reforma da Previdência e a reforma no Ensino Médio.

"Precisamos crescer. Trabalhamos para voltar a crescer. Vamos crescer! Desta vez, um crescimento sustentável e responsável", afirmou Temer.

Em seu discurso, o presidente ainda prometeu que o Natal de 2017 será bem melhor que o de 2016 e prestou uma homenagem ao cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, que morreu no último dia 14 de dezembro.

"Coragem e sentimento de esperança não me faltarão. Chegaremos em 2018 preparados e fortes para avançar ainda mais. Peço a você que acredite no Brasil. Desejo um Feliz Natal", encerrou o presidente.

VEJA AINDA:  Temer afirma que quer deixar governo "sob aplausos" e rechaça rótulo de golpista

Essa é a segunda vez que Temer faz um pronunciamento em rede nacional de rádio e TV desde que ele chegou à Presidência. O primeiro discurso do peemedebista foi transmitido no dia 31 de agosto, horas depois da confirmação do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff (PT).

Íntegra

Confira a íntegra do pronunciamento do presidente Michel Temer:

"Boa noite!

Nesta noite de Natal, dirijo-me a você e a todo povo brasileiro para transmitir mensagem de renovada esperança.

O ano que está terminando trouxe imensos desafios.

Assumi definitivamente a Presidência da República há pouco mais de cem dias.

Tenho trabalhado dia e noite para fazer as reformas necessárias para que o país saia dessa crise e volte a crescer.

O Brasil tem pressa. E eu também.

Nesses poucos meses do nosso governo, muito já foi feito. Com os esforços que fizemos, a inflação caiu e voltou a ficar dentro da meta, o que vai colocar um freio na carestia que você sente no supermercado.

Aprovamos a lei que bota ordem nos gastos públicos pelos próximos 20 anos. E a lei que moraliza e dá transparência à administração das estatais.

Estamos começando a reforma da Previdência, para que sua sagrada aposentadoria esteja garantida agora e no futuro.

Aprovamos, na Câmara, a reforma do Ensino Médio, que estava parada havia anos.

Ampliamos em mais de 8 bilhões de reais o orçamento da saúde, área para qual não pouparei recursos.

Mudamos a Constituição para mudar o Brasil.

Tudo isso, volto a lembrar, em poucos meses.

Tenho a perfeita consciência dos problemas do país e da missão que me foi dada.

Os brasileiros pagam muitos impostos e pouco recebem em troca. Meu desafio é desburocratizar o Estado e melhorar a qualidade da administração pública. É o que eu chamo de democracia da eficiência.

2017 será o ano que derrotaremos a crise. Os juros estão caindo e cairão ainda mais. Os empresários voltarão a investir e vamos recuperar os empregos perdidos.

Precisamos crescer. Trabalhamos para voltar a crescer. Vamos crescer! Desta vez, um crescimento sustentável e responsável.

Estamos mudando as estruturas do nosso país. É um desafio complexo e árduo, mas indispensável a ser vencido a todos nós.

Que nos deixemos, portanto, guiar pelas virtudes da temperança e da solidariedade. E pelo entendimento de que na humildade do diálogo e na coragem da ação construiremos juntos o caminho para fazer o futuro.

A verdade virá. O Brasil, repito, está no caminho certo. O próximo Natal será bem melhor que este.

Quero encerrar essa minha mensagem prestando homenagem a um grande brasileiro que nos deixou recentemente: o cardeal Dom Paulo Evaristo Arns. A esperança foi seu lema, a coragem sua marca.

Coragem e sentimento de esperança não me faltarão.

Chegaremos em 2018 preparados e fortes para avançar ainda mais.

Peço a você que acredite no Brasil. Desejo um Feliz Natal.

Que seu gesto de amizade e de fraternidade nesta noite se estenda por todo o Ano Novo. Vamos juntos reconstruir o nosso país.

Muito obrigado a todos. Boa noite, Brasil!"

E MAIS:  Citando Shakespeare e Pessoa em carta, Marina Silva pede renúncia de Temer

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.