Tamanho do texto

Petista estará acompanhado da ex-presidente Dilma Rousseff, que assumiu cargo em conselho da Fundação Perseu Abramo nesta sexta-feira (2)

Dilma tomou posse como presidente de conselho da Fundação Perseu Abramo; ela vai hoje ao velório de Fidel Castro
Sérgio Silva/Fundação Perseu Abramo - 2.12.2016
Dilma tomou posse como presidente de conselho da Fundação Perseu Abramo; ela vai hoje ao velório de Fidel Castro

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, anunciaram nesta sexta-feira que irão para Cuba neste fim de semana para participar da homenagem a Fidel Castro, que morreu no dia 25 de novembro aos 90 anos. A morte foi confirmada pelo seu irmão Raúl Castro, que preside o país desde 2008.

LEIA MAIS:  Morte de Fidel Castro aumenta pressão por abertura política em Cuba

Segundo nota enviada pelo Instituto Lula, o ex-presidente embarca para Cuba neste sábado (3) e permanecerá na ilha caribenha até domingo para participar das homenagens para Fidel Castro . O petista deverá retornar ao Brasil na segunda-feira.

Além de Lula e Dilma, participaram dos cortejos em Cuba os ministros brasileiros José Serra, das Relações Exteriores, e Roberto Freire, da Cultura. Serra e Freire representaram o presidente Michel Temer , que não compareceu ao funeral do ex-líder cubano, que governou o país por quase 50 anos.

LEIA MAIS:  Em Miami, cubanos saem às ruas em festa para comemorar a morte de Fidel

Entre os outros chefes de Estado que já participaram das homenagens estão os presidentes da Venezuela, Bolívia, Nicarágua, Equador, México, El Salvador e Panamá. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não foi ao funeral, assim como o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

Fundação Perseu Abramo

Dilma assumiu nesta sexta-feira o cargo de presidente do conselho curador da Fundação Perseu Abramo, instituição ligada ao PT. Na cerimônia de posse, ela fez críticas à situação atual da política brasileira e alertou para as consequências geradas por uma eventual eleição presidencial indireta em caso de eventual queda de Temer, o que chamou de “golpe dentro do golpe”.

A ex-presidente do Brasil, que foi cassada no fim de agosto, afirmou ainda que, após as derrotas dos petistas nas urnas nas eleições municipais de outubro, a militância de esquerda tem de se unir e “ir para o meio ringue”.

LEIA MAIS : Governo Temer não vai se legitimar, diz Joaquim Barbosa

A assessoria da Fundação Perseu Abramo informa que ela seguirá ainda hoje para Cuba para participar das homenagens a Fidel Castro, a quem chamou de “um dos mais importantes políticos contemporâneos e um visionário que acreditou na construção de uma sociedade fraterna e justa, sem fome nem exploração, numa América Latina unida e forte”.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.