Tamanho do texto

Peemedebista chegou ao Planalto, ainda como interino, no dia 12 de maio; presidente destacou ainda reforma do ensino médio e 'diálogo' em sua gestão

Michel Temer assumiu a Presidência da República interinamente no dia 12 de maio, após Dilma ser afastada pelo Senad
Valter Campanato/Agência Brasil - 9.11.2016
Michel Temer assumiu a Presidência da República interinamente no dia 12 de maio, após Dilma ser afastada pelo Senad

O presidente Michel Temer completa neste sábado (12) seis meses na Presidência da República. Para fazer um balanço da gestão iniciada em 12 de maio, o Palácio do Planalto  divulgou um vídeo e um texto que elencam as principais medidas tomadas desde a posse do peemedebista.

LEIA TAMBÉM:  Cunha pede Guido Mantega e Eduardo Paes como testemunhas na Lava Jato

Segundo a nota, a gestão de Temer é "marcada pelo diálogo com o Congresso Nacional, pelo controle das contas públicas e da inflação". São exaltadas como "conquistas importantes" as aprovações da PEC do teto dos gastos públicos na Câmara, além do também controverso projeto que tira da Petrobras a obrigação de participar da exploração de petróleo na camada do pré-sal.

LEIA TAMBÉM:  Justiça Federal exige nova perícia em barragem e cobra R$ 1,2 bilhão da Samarco

O vídeo destaca que o governo de Temer cortou mais de 4 mil cargos comissionados e reduziu o número de ministérios. Na área econômica, a nota ressalta que a inflação desacelerou, a taxa Selic teve a primeira queda desde 2012, houve redução dos juros para financiamento de imóvel pela Caixa e queda do preço da gasolina. O artigo registra o aumento dos índices de confiança do setor privado e da expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2017. Nas áreas de educação e saúde, o balanço cita a reestruturação do ensino médio, a criação do programa Criança Feliz e a continuidade do programa Mais Médicos. 

O Portal do Planalto ressalta ainda o controle das contas públicas e o esforço para conter a desigualdade, gerar emprego e retomar os investimentos também foram mencionados como marcas da primeira etapa da gestão de Temer. Além do fortalecimento de parcerias comerciais entre o Brasil e países como a China, Estados Unidos, Argentina, Paraguai, Índia e Japão.

LEIA TAMBÉM:  Familiares clamam por justiça no enterro de jovens assassinados em emboscada

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: impeachment
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.