Após eleições, Câmara deve correr para votar projetos polêmicos

Roteiro de votação que está sendo preparado pela Casa, de acordo com jornal, inclui até projetos como o que proíbe o bloqueio judicial do Whatsapp
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados - 26.10.2016
Projeto que reajusta salário dos servidores foi aprovado pela Câmara horas depois da votação da PEC 241

Terminadas as eleições municipais —  cujo segundo turno aconteceu neste domingo (30), em todo o Brasil  — a Cãmara dos Deputados deve avançar na votação de projetos polêmicos, antes que chegue o recesso parlamentar do fim do ano. As informações foram publicadas na edição dessa segunda-feira (31) do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a publicação, os deputados têm cerca de 45 dias para votar projetos focados nas áreas econômica, educacional, jurídica e até mesmo de segurança pública. O roteiro de votação que está sendo preparado pela Casa, de acordo com o jornal, inclui até projetos como o que proíbe o bloqueio judicial do Whatsapp.

LEIA TAMBÉM:  Melhor aluno do Enem 2015 e professores dão dicas de estudo para a reta final

As reformas da Previdência e política devem começar a ser discutidas pelos deputados, mas não há previsão de que sejam levadas ao plenário ainda em 2016.

Ainda em outubro, as prioridades da Câmara devem ser votar em plenário a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos públicos, a mudança na Lei da Repatriação e as novas regras de exploração do pré-sal.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2016-10-31/camara.html