undefined
Reprodução
Secretário de Meio Ambiente de Altamira foi baleado no carro quando chegava em casa depois do trabalho


O secretário de Meio Ambiente e Turismo da cidade paraense de Altamira, Luiz Alberto Araújo, foi executado a tiros na noite da última quinta-feira (13) quando chegava em sua casa, localizada no bairro Jardim Uirapuru, no município. Os autores do assassinato ainda não foram identificados e a Polícia Civil do Estado já está investigando as possíveis motivações que os levaram a cometer esse crime.

Leia mais:  Em 65 anos, 23 milhões de animais foram abatidos na Amazônia

Segundo o órgão oficial, as relações de trabalho mantidas por Araújo com diversos setores da sociedade de Altamira estão entre as linhas de investigação da polícia, já que na cidade, localizada no coração da floresta amazônica, há “muita interferência de madeireiros e grandes empresas que exploram as florestas da região, com interesses muitas vezes conflitantes”.

Desmatamento

O Pará é o estado brasileiro que registra as maiores taxas de desmatamento na Amazônia Legal e já perdeu quase 36 mil quilômetros quadrados (km²) de cobertura florestal somente nos últimos 10 anos.

Segundo dados coletados pelo Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal, o município onde ocorreu o crime está em quarto lugar entre os mais afetados pelos altos indíceis de desmatamenso (isso considerando os números absolutos) do Estado. Ele fica atrás de São Félix do Xingu, Paragominas e Marabá nesse ranking de devastação.

Veja mais:  Desmatamento na Amazônia sobe 24% em 2015

A polícia do Estado intimará funcionários da Secretaria do Meio Ambiente e da prefeitura para recolher mais informações sobre como era a rotina de trabalho de Luiz Alberto Araújo ou possíveis ameaças ao secretário. Outras questões pessoais que possam ter motivado o assassinato, entretanto, não são descartadas.

O crime ocorreu ontem por volta das 19h. Araújo chegou em casa em seu carro particular, com a esposa e duas enteadas, e quando estacionou em frente a residência, dois homens em uma moto pararam na frente do carro e a pessoa na garupa efetuou cerca de sete tiros, todos em direção à vítima. Segundo a polícia, foi uma execução clara, já que o atirador ainda desceu da moto, abriu a porta do carro e efetuou mais dois ou três tiros em Araújo.

Leia aqui:  Falta de chuva na Amazônia pode bater recorde histórico em 2016

A mulher e as crianças não ficaram feridas. O corpo do secretário deve ser liberado ainda nesta sexta-feira (14) pela perícia.

*Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

      Mostrar mais