Tamanho do texto

Após duas semanas de seu impeachment, ex-presidente afirmou também que denúncia "atende ao objetivo de impedir a candidatura de Lula em 2018"

Ex-presidente Dilma lamentou na sua conta oficial no Twitter o fato de Lula e sua mulher, Marisa, terem sido denunciados
Twitter/ Dilma Rousseff/ Reprodução
Ex-presidente Dilma lamentou na sua conta oficial no Twitter o fato de Lula e sua mulher, Marisa, terem sido denunciados

A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou que a denúncia feita contra o também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (14) na Operação Lava Jato  é “sem provas” e que “uma grave injustiça é cometida sem fundamentos reais”. “Mais uma vez, a democracia é ferida”, afirmou após duas semanas de seu impeachment .

Além de lamentar o caso, Dilma afirmou ainda que a denúncia “atende ao objetivo daqueles que pretendem impedir a candidatura de Lula em 2018”.

Lula foi denunciado, junto a sua mulher, Marisa Letícia, e outras seis pessoas, pelo Ministério Público Federal (MPF) por supostas irregularidades investigadas na Operação Lava Jato. “É lamentável que uma denúncia sem provas seja feita contra o presidente Lula e sua família”, compartilhou Dilma em sua conta oficial no Twitter.

O procurador Deltan Dallagnol, do MPF, abriu a coletiva de imprensa na qual anunciou a denúncia dizendo que “Lula é o comandante máximo do esquema de corrupção investigado na Lava Jato” . De acordo com a denúncia apresentada à Justiça Federal, o ex-presidente foi responsável por dar início a uma "propinocracia" no País, cujo objetivo seria alcançar a governabilidade mediante corrupção, fazer um colchão de recursos dentro do próprio Partido dos Trabalhadores para a perpetuação da sigla no Poder, além do enriquecimento ilícito dos envolvidos.  

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.