Tamanho do texto

Aliados de Temer afirmam que governo precisa sinalizar de maneira mais objetiva direção do que pretende fazer em relação ao déficit previdenciário

Governador de São Paulo e presidente nacional do PSDB: tucanos cobram agilidade do governo de Michel Temer
Luis Philipe Souza/iG São Paulo - 13.03.16
Governador de São Paulo e presidente nacional do PSDB: tucanos cobram agilidade do governo de Michel Temer

O senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pediram nesta segunda-feira (5) mais agilidade ao presidente Michel Temer para enviar o projeto de reforma da Previdência  – para reduzir o crescimento dos gastos com aposentadoria – ao Congresso Nacional. Os dois se encontraram no Palácio dos Bandeirantes, sede do Executivo paulista.

“É preciso que o governo sinalize de forma mais objetiva na direção daquilo que pretende fazer este ano”, disse o senador mineiro. “Para chegar à terra prometida é preciso medidas concretas, rápidas e convicção nas medidas. Agora é agir rápido do lado fiscal e em reformas estruturantes”, emendou Alckmin.

LEIA MAIS:  Comentários de “Fora Temer” dominam página do G20 no Facebook

Para o presidente nacional do partido, Michel Temer deve dar “sinais muito claros” das medidas que serão tomadas em seu governo: “Tem que avançar nessa direção. Não é opção, é necessidade. Se avaliou que a agenda deve ser implantada depois das eleições o governo deve ter suas razões.”

LEIA MAIS:  Michel Temer ganha "imunidade" após efetivação como presidente

Aécio discursou ainda que o PSDB “não faz ameaça” e que é um “parceiro desse projeto enquanto confiar nele”. “A reforma da Previdência não é um capricho, é preciso fazer a reforma pra daqui a dez anos os beneficiários continuam a receber”, enfatizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.