Tamanho do texto

Nenhum dos dois condenados por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa na Lava Jato assumiu a propriedade do material; como punição, eles vão ficar vinte dias sem receber visitas, exceto de advogados

Estadão Conteúdo

Conselho disciplinar advertiu Dirceu (à direita) e Vaccari que se houver nova falta eles serão punidos por
Henry Milleo/Agp/Agência de notícias Gazeta do Povo
Conselho disciplinar advertiu Dirceu (à direita) e Vaccari que se houver nova falta eles serão punidos por "falta grave"

Agentes penitenciários encontraram um pen drive e dois carregadores durante varredura de rotina na cela ocupada pelo ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu (governo Lula) e pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto na prisão que abriga réus da Lava Jato, nos arredores de Curitiba. A vistoria ocorreu em 1º de agosto.

LEIA MAIS: Ex-tesoureiro do PT Vaccari Neto pede absolvição em ação penal da Lava Jato

Como nem Dirceu nem Vaccari – ambos condenados por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa – assumiram a propriedade do material, o Conselho Disciplinar do Complexo Médico Penal de Pinhais aplicou aos dois quadros do PT "falta média".

LEIA MAIS:  Juiz Moro condena José Dirceu a 23 anos de prisão por corrupção

Na prática, eles vão ficar 20 dias sem visitas – exceto de seus advogados. A vistoria ocorreu na quinta e na sexta galeria – são seis no Complexo. A sexta, onde estão Dirceu e Vaccari, abriga todos os réus da Lava Jato. 

Os agentes penitenciários acharam duas sacolinhas plásticas na cela dos condenados, nas quais encontraram o pen drive – com arquivos de filmes e músicas – e os dois carregadores. Não havia nada relacionado à Lava Jato.

LEIA MAIS: STF autoriza investigação contra Dirceu no caso Celso Daniel

O Conselho Disciplinar do Complexo Médico Penal advertiu Dirceu e Vaccari que se houver nova falta média eles serão punidos por "falta grave", retardando a progressão do regime penal em que se encontram.