Tamanho do texto

Decisão foi tomada pelo ministro Teori Zavascki, que também determinou a anulação de gravações envolvendo Lula e Dilma

Ex-presidente Lula em reunião da Executiva Eegional do PT em São Paulo
Ricardo Stuckert/ Instituto Lula - 19.04.16
Ex-presidente Lula em reunião da Executiva Eegional do PT em São Paulo

O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu encaminhar  nesta segunda-feira (13) todas as investigações envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara federal de Curitiba.

No mesmo despacho, ele também determinou a anulação dos áudios interceptados por Moro envolvendo a presidente afastada Dilma Rousseff. Dilma foi captada em uma conversa com o ex-presidente em que o avisa sobre o envio de um documento. Entre as investigações que devem voltar para Moro estão a que envolve se Lula é ou não dono de um sítio em Atibaia (SP) e de um tríplex no Guarujá (SP).

As investigações que envolvem Lula e a presidente afastada Dilma Rousseff permanecem no Supremo, porque a petista ainda detém foro. Sobre as escutas, Teori afirma que o juiz de Curitiba usurpou a competência do STF ao divulgar e fazer gravações de pessoas que detinham foro privilegiado. O ministro do Supremo também diz que a nulidade da prova colhida deve ser penas das escutas telefônicas captadas após a decisão que determinou o encerramento da interceptação.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.