Tamanho do texto

Durante almoço, presidente interino disse contar com apoio de aliados para defender ações da sua gestão no Congresso

Estadão Conteúdo

Com governo em crise, Temer pediu apoio da base aliada à defesa da sua gestão, diz líder do PSB
Beto Barata/PR
Com governo em crise, Temer pediu apoio da base aliada à defesa da sua gestão, diz líder do PSB

O líder do PSB na Câmara, deputado Paulo Foletto (ES), afirmou nesta terça-feira (31) que o presidente da República em exercício, Michel Temer, pediu empenho dos líderes na defesa do governo. O peemedebista almoça com lideranças da base aliada nesta tarde, na residência dos sogros do líder do PSD, deputado Rogério Rosso (DF).

"Ele focou em pedir empenho na defesa do governo. Até para a gente falar mais do governo", afirmou Foletto na saída do almoço. Segundo o líder, Temer também ressaltou que a prioridade de sua administração serão as medidas econômicas, para retomada do crescimento econômico, com a retomada do nível de emprego e da indústria.

O líder do PSB disse que Temer não tocou no assunto dos ministros. Segundo Foletto, antes de o presidente chegar, os líderes discutiram a saída dos ex-ministros Romero Jucá (Planejamento) e Fabiano Silveira (Transparência). "Os líderes disseram que devemos estar preparados para novos contratempos", disse.

Temer também pediu apoio dos líderes para aprovação da pauta desta semana, principalmente da PEC que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU). Segundo o líder do PP, Aguinaldo Ribeiro (PB), a orientação é votar a matéria na manhã desta quarta-feira, 1º, na comissão especial e de tarde a votação em primeiro turno em plenário.