Tamanho do texto

Presidente em exercício foi recebido nesta segunda-feira com gritos de "golpista" de opositores e funcionários do Congresso

Temer e ministros entregam proposta de meta fiscal a Renan Calheiros no Congresso Nacional
Dida Sampaio/Estadão Conteúdo - 23.5.16
Temer e ministros entregam proposta de meta fiscal a Renan Calheiros no Congresso Nacional

O presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), chegou na tarde desta segunda-feira (23) ao Congresso Nacional para entregar a proposta de alteração da meta fiscal de 2016 ao presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). 

Ao chegar, Temer foi recebido com gritos de "golpista" por funcionários do Congresso. Já próximo ao gabinete de Renan, os protestos continuaram com os deputados petistas Paulo Pimenta (RS), Moema Gramacho (BA) e Helder Salomão (ES) que acompanharam Temer até a entrada na sala da presidência do Senado. Em seguida o ministro do Planejamento, Romero Jucá, chegou ao Senado e também entrou para a reunião com Renan.

Os gritos de "golpista" se repetiram assim que Temer deixou o encontro, que contou ainda com a presença dos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. 

Após a rápida reunião com Temer, o presidente do Senado disse que o peemedebista pediu que a nova proposta de meta fiscal do governo seja aprovada rapidamente pelo Congresso. "Ele [Temer] pediu para agilizarmos a aprovação da redução do superávit. Ee nós vamos fazer isso. Neste momento, é fundamental ajudar o Brasil. Vou tratar o governo Temer da mesma forma que eu tratei o governo Dilma", disse Renan, que não quis comentar a polêmica envolvendo o ministro Romero Jucá. Temer não quis dar declarações à imprensa.